Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
27
Mar 10
publicado por José Carlos Pereira, às 17:20link do post | comentar | ver comentários (2)

O PS/Marco está efervescente. No mesmo dia em que Rolando Pimenta apresentou a sua candidatura à Comissão Política Concelhia soube-se nessa ocasião que Artur Melo, actual presidente, decidiu recuar na sua intenção de não se recandidatar e terá decidido ir a votos no próximo mês. Nada que verdadeiramente me surpreenda, mas sobre isso escreverei nos próximos dias.

Quanto à apresentação de Rolando Pimenta, o leitor Filipe Babo, membro da actual Concelhia e apoiante de Pimenta, enviou-nos fotografias do evento de ontem, que contou com a presença de algumas dezenas de pessoas. Entre os presentes estavam antigos líderes concelhios como Babo Ribeiro, antigo presidente da Assembleia Municipal, José Neves e Luís Almeida, ex-vereadores. Marcaram também presença militantes como o presidente da Junta de Constance, Abílio Castro, o antigo vereador Manuel Ribeiro, o anterior líder do Grupo do PS na Assembleia Municipal, Virgílio Costa, e ex-deputados municipais como Moura Pinto, Augusto Gilvaia e António Brás.

De fora do concelho estiveram presentes o presidente da Câmara de Baião, José Luís Carneiro, o presidente da Assembleia Municipal de Cinfães, Mário Correia da Silva, e o antigo deputado e candidato à presidência da Federação Distrital do Porto, Pedro Baptista.


14
Mar 10
publicado por José Carlos Pereira, às 00:10link do post | comentar

No dia em que decorre a convenção autárquica do PS/Marco é oportuno equacionar o equilíbrio entre as várias correntes que estão no terreno,  a um mês das eleições para os órgãos concelhios.

Garantem alguns meios socialistas que o conjunto de militantes que se inscreveu no PS pela mão de Artur Melo não cumprirá o tempo de militância suficiente para poder votar nas eleições de 17 de Abril. Se assim for, é um revés para Artur Melo, que poderá pensar duas vezes antes de confirmar a sua candidatura. Melo poderia optar por focar-se no exercício do cargo de vereador e reservar-se para as eleições internas de 2012, avançando nessa altura para a conquista da Concelhia com vista à recandidatura à Câmara em 2013. Nesse caso, Artur Melo poderia incentivar agora a candidatura de um seu apoiante, o que, em caso de derrota, não diminuiria sobremaneira a sua posição.

Rolando Pimenta está no terreno e já mobilizou alguns apoios importantes, designadamente o do dirigente distrital e ex-líder da Concelhia José Neves. Recorde-se que a mobilização de militantes próximos de José Neves foi determinante para a vitória de Artur Melo em 2006. Se esses militantes agora se mobilizarem  em torno de Pimenta, as suas possibilidades aumentam consideravelmente.

Entretanto, alguns destacados autarcas do PS/Marco e membros da actual Concelhia têm envidado esforços na construção de uma terceira via, tal como aqui referi anteriormente. Os nomes de Bruno Pinto ou Cristina Vieira terão estado em cima da mesa, mas talvez não tenham encontrado as forças e o denominador comum suficientes para avançar.

Esperemos para ver os próximos desenvolvimentos e a forma como os principais protagonistas se posicionam neste mês que antecede as eleições internas.


03
Nov 09
publicado por José Carlos Pereira, às 00:15link do post | comentar | ver comentários (2)

O antigo líder da concelhia e vereador José Neves estará a pensar em candidatar-se à liderança do PS/Marco nas próximas eleições internas. Segundo diz, tem sido pressionado nesse sentido por dirigentes nacionais do partido.

Neves é hoje bastante crítico de Artur Melo, depois de ter sido um apoio fundamental para a sua ascensão à liderança da concelhia em 2006. Nesse tempo, Melo era até um entusiasta da putativa candidatura de Neves à liderança da distrital do Porto. Zangam-se as comadres...

Perante a disponibilidade de José Neves, hoje em dia identificado com a minoria de Pedro Baptista, falta saber o que pensam fazer outros protagonistas, como o próprio Artur Melo, Cristina Vieira, muito próxima da actual liderança distrital, ou Rolando Pimenta, que pode beneficiar das boas relações com José Luís Carneiro, apontado cada vez com mais insistência como o próximo presidente da Federação Distrital.


06
Jan 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 21:01link do post | comentar | ver comentários (2)

Artur Melo respondeu bem às insinuações e acusações do "camarada-referência" José Neves E Neves deixou bem à vista a sua concepção de partido e democracia. Por um lado, o ex-líder concelhio parece ver com maus olhos a entrada no PS de novas pessoas, ao ponto de estranhar que Melo tenha na sua comissão política pessoas que vieram do PSD e do PCP; mas, por outro, parece deleitado com a escolha de um ex-autarca do CDS para candidato do seu partido. Estranho? Nem por isso.

 

(a resposta de AM a JN em A Verdade)


publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 00:01link do post | comentar | ver comentários (7)

O "camarada" José Neves, ex-líder do PS Marco e actualmente o único militante do Marco eleito para a Distrital, foi um decisivo apoiante de Artur Melo na sua ascenção à Concelhia, na primeira vez que foi eleito (em 2006). Agora estão desavindos. Como já antes estiveram, quando Artur Melo apoiou Moura Pinto contra Neves na luta concelhia. Só que, agora, as divergências ganham vapor. Em artigo publicado no blogue do "camarada" Pedro Batista (Servir o Porto), José Neves arrasa Artur Melo.


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO