Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
25
Jun 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 11:30link do post | comentar

 

Avelino Ferreira Torres define-se, nos outdoors que tem pelo concelho, como o candidato "todo-o-terreno". Por sua vez, a JSD do Marco decidiu colocar, junto à ponte de Canaveses, um outdoor (imagem acima) onde se associa o "todo-o-terreno" a um burro, que custou 70 milhões de euros aos marcuenses, em referência ao putativo valor da dívida que a liderança de Ferreira Torres deixou no Município.

A iniciativa da JSD é lamentável por vários motivos.

É lamentável, porque extravasa em muito o sinal da irreverência que deve ser marca das juventudes partidárias. O cartaz em causa é ofensivo para Ferreira Torres.

Mas é mais lamentável, ainda, porque a JSD não percebeu que ao utilizar este tipo de linguagem está a abrir a porta para que a campanha eleitoral desça para planos inadmissíveis de conflitualidade.

Ferreira Torres é, mesmo quando não acicatado, um candidato truculento que utiliza linguagem violenta, capaz de visar o adversário em termos pessoais. Com este precedente, Ferreira Torres fica, agora, legitimado para dizer o que lhe apetecer em relação ao candidato Manuel Moreira. O que deve estar ele agradecido à JSD... É que, mesmo partindo do princípio que Moreira nada teve a ver com a ideia de colocar o outdoor com aqueles termos, não se pode perder de vista que a JSD integra o partido que sustenta o edil politicamente.

Faria bem Manuel Moreira se rapidamente se demarcasse publicamente desta lamentável atitude da JSD. Se não o fizer, depois que não se queixe quando a artilharia lhe cair em cima...


Tens toda a razão. Este foi um golo que a JSD marcou na própria baliza. É lamentável ter escolhido este caminho para iniciar as hostilidades de pré-campanha. Manuel Moreira tem de colocar ordem na casa, sob pena deste tiro no pé lhe poder vir a custar caro.
José Carlos Pereira a 25 de Junho de 2009 às 13:04

Sinceramente, para além de considerar vergonhosa esta forma de fazer política tenho sérias dúvidas que os dirigentes séniores do PSD não tivessem conhecimento do que estava a ser preparado pela JSD.
Os cartazes são caros e não acredito que a autonomia da JSD seja suficiente para fazer isto sem o conhecimento do Dr Manuel Moreira.
O MM até se pode vir a demarcar-se do assunto mas as dúvidas vão prevalecer nas mentes de muita gente. O sr. Presidente já demontrou, em diversas ocasiões que o seu verniz também estala.

Burros há muitos!
A espécie do burro que aparece na imagem está em extinção.
alcino jorge a 25 de Junho de 2009 às 14:05

Viva a todos,

Começa bem a pré-campanhã... É manifestamente de lamentar este tipo de política, com como já foi dito, insultos deste nível?

A pior parte é ser este o nível desejado por muitos candidatos e marcoenses. Pior ainda é ser supostamente por jovens, que deveriam sim marcar a diferença pelo nível na política e pelos ideias não dar asas para este tipo de insultos indirectos.

Tal como o título diz "Esperem pelo troco..."

Saudações!
Claudio Vicente Moreira a 25 de Junho de 2009 às 19:25

Cada candidato tem a sua forma de fazer campanha, de AFT já conhecíamos o estilo e os seus cartazes 'todo-o-terreno', agora dos lados da campanha de Manuel Moreira conhecemos cartazes de uma tal truculência que é claro caem que nem uma 'luva' na estratégia politica de constante acicate de AFT . As 'hostilidades' foram abertas e logo da parte mais insuspeita, as coisas andam um pouco à deriva no PSD de Manuel Moreira e custa-me muito a crer que a colocação dos cartazes foi feita pela JSD à revelia de Manuel Moreira, custa mesmo muito a crer... Mas enquanto uns e outros se entretêm com a 'imagética animalesca' de determinado cartaz estou certo que há outros, como Norberto Soares, que se preocupam com os problemas dos marcuenses e com a forma de minorá-los em alguns casos e resolvê-los noutros. Esse é o verdadeiro desafio para o próximo executivo camarário e só com a verdade lá se chegará, tudo o resto são alegorias para enganar os mais distraídos, que espero não sejam muitos.
Nuno Pinto a 25 de Junho de 2009 às 19:37

Com NORBERTO SOARES nada disto acontecia!!!
NORBERTO SOARES é a ANTÍTESE de tudo isto!!!
António F.Oliveira a 25 de Junho de 2009 às 21:57

Está genial!
Parabéns JSD...
Um contributo para uma imagem mais antagónica do burro!
Que afinal é um animal muito calmo.
Deixemos de ser vidrinhos e de dar conversa de circunstância!
O município não foi gerido com a inteligência de um burro, antes fosse, é que apesar de se chamar burro, na verdade, é um animal inteligente.
Só é pena ser uma fotografia, um bicho vivo, dava um grande contributo para a biodiversidade marcuense.
Este outdoor introduz um certo humor na campanha, que corta com os habituais e serôdios slogans e fotografias de candidatos com as gravatas cor de rosa da moda.
António Madureira a 26 de Junho de 2009 às 00:33



Responder à ofensa com ofensa é lavar a lama com a lama.

(Dalai Lama)


Olá
a minha leitura de tudo isto, agora, dp da Ass. Municipal é a seguinte:
1º Os autores do outdoor parecem ter atingido alguns objectivos. Senão vejamos: puseram toda a gente a falar dele e trouxeram á liça um tema querido ao PSD marcuense, que é a questão da dívida.

2º A, esperada, demarcação de MM e a retirada do outdoor não alteram muito a leitura popular.

3º Este ataque a Ft, elege o adversário de MM nas próximas eleições, justamente FT, e Ft, já se sabe, tem como adversário MM, a quem pretende ganhar a Câmara. O que não é de bom agoiro para os restantes candidatos. Que poderão vir a ser vítimas do voto útil- nós sabemos que o eleitorado flutuante vota em que ganha ou pode ganhar, foi assim há 4 anos e a vitima, de então, foi a lista do PS( um boa lista á partida) que acabou por ficar muito aquém do expectável.

4º Esta provocação a FT, se por um lado legitima quase tudo que este possa a vir dizer, por outro é um teste á sua contenção- estou convencido que FT não vai responder á letra!


Algumas questões:

Quem pode tirar dividendos disto?

Poder-se-á "virar o feitiço contra o feiticeiro"?

E se FT surpreender e não disparar?

A demarcação e condenação de MM, ao contrário do PSD nacional no caso do pinócrates, é positiva ou negativa?

Os candidatos NS e AM passam para segunda linha? Ou pelo contrário ganham pontos a correr por fora?

outras questões:

FT incomoda mais os adversários quando fala ou quando não aparece?

O principal adversário de NS e AM é MM ou FT?

um grande abraço
alcino jorge a 28 de Junho de 2009 às 22:47

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO