Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
08
Jul 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 03:38link do post | comentar

Meu Caro Norberto:

Leio o post que colocaste no teu blogue oficial e não posso acreditar que tenhas sido tu quem o escreveu. Algum mau conselheiro o terá feito por ti e presumo que nem sequer o leste, embrenhado - como andarás - na lide, que eu sei que é difícil. Daí a minha dificuldade em responder-te, linha a linha, uma por uma. Ora pensa bem naquilo que lá está escrito! Queres que responda? Queres mesmo?

Enquanto espero pela tua resposta, segue também um conselho para ti: não te preocupes comigo e com aqueles que, como eu, fazem da escrita solta e livre a sua forma de intervenção cívica; com aqueles que escrevem, porque pensam e que têm convicções e não temem apresentá-las. Preocupa-te com o combate que tens que travar e com o que tens, ainda, para demonstrar nesse combate. Porque tens.

Mas se quiseres que te responda, eu respondo. Ora, diz lá...

 

 


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO