Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
11
Ago 09
publicado por João Monteiro Lima, às 17:45link do post | comentar

Em 2001, a candidatura da CDU à Câmara Municipal viu-se obrigada a reagir  às perseguições que vinha sofrendo por parte de um outro partido, ou dos seus principais candidatos à Câmara. Estes, andavam pelas freguesias a "espalhar" uma notícia (obviamente, inventada por eles) de que a CDU não concorreria a determinadas freguesias, sendo que uma delas seria Várzea de Ovelha e Aliviada. Ao avançarem com esta "invenção" tentavam "conquistar" mais candidatos para as suas fileiras, dadas as dificuldades em arranjar os seus próprios candidatos.

À data, a CDU reagiu e acusou a atitude pouco democrática desse partido, ou dos candidatos através de um comunicado às populações.

E não é que passados 8 anos, o mesmo partido, com o mesmo candidato, está de novo no terreno com a mesma invenção? "A CDU não concorre nesta freguesia ...".

Em 2009, e se calhar pelo mesmo motivo de 2001, são obrigados a utilizar ao velho truque, e volta a acenar com a não participação da CDU.

Em 2001, o que ganharam? Nada. E em 2009? Esperemos para ver o que ganharão.

Descansem, as populações e este candidato, a CDU concorrerá as freguesias bem como à Câmara e Assembleia Municipal, seja em Banho e Carvalhosa ou em Alpendurada, em Várzea de Ovelha ou em Avessadas, não escondendo que concorre em Toutosa e em Santo Isidoro.

Aliás, nestas duas freguesias (Toutosa e Santo Isidoro) nunca passou pela cabeça de ninguém da CDU não apresentar candidatura fosse qual fosse o motivo. Estamos então esclarecidos.

tags:

O João é miltante da CDU, mas não o vejo com atitudes corroboradas por este partido, bem como o seu camarada Dr. Filipe Baldaia.
Já agora, quando as pessoas não têm argumentos preferem ignorarem-me. Faz sempre bem recordar e reler Aristóteles, já o mesmo disse ao Dr. Coutinho Ribeiro. Eu, graças a Deus nunca ignoro qualquer argumento, seja de onde ele vier.
Daí este blog ser tendencioso.
Visite o meu blog e verifique como eu não tenho medo de descrever factos e verdades.
A miltância para com um partido político limita a liberdade de expressão.
Calheiros a 12 de Agosto de 2009 às 11:36

Sr. "Calheiros",
Por partes para lhe dizer que não sou militante da CDU, sou, sim, militante do PCP desde 1988. A CDU é um espaço político que não se resume ao PCP, como obviamente sabe.
Sinceramente não consigo perceber o que pretende dizer que "atitudes corroboradas" por parte da CDU.
Quanto ao resto apenas lhe digo, que o leitor sabe quem sou, bem como quem é o Filipe Baldaia , o que é uma grande vantagem que tem em relação a nós, é que, quer eu quer o Filipe Baldaia , continuamos sem saber quem é o leitor. E esta identificação que, obviamente não teria que ser pública se assim o leitor o entendesse, permitiria perceber melhor o que escreve.
Quanto ao blog ser "tendencioso" é a sua opinião que respeito, mas como o Marco2009 não é propriamente um órgão de comunicação social, mas um espaço de debate no qual participam 4 pessoas com maiores ou menores ligações à política (aliás neste momento, todos os colaboradores do Marco2009 , estão envolvidos na política), parece-me que é normal que cada um de nós dê a sua opinião que não terá que ser ou deixar de ser "tendenciosa".
Saudações

Eu não tenho conhecimento dessa situação que joão lima fala, mas acredito que seja verdade, pois isso acontece também na minha freguesia, não em relação à CDU, mas em relação a outros partidos, como CDS, PS. Mas mais grave é candidatos da CDU, PSD, aconselharem o voto noutros partidos, e acreditem caros leitores que é pura verdade o que estou a escrever, aconteceu comigo, poderia até citar nomes, mas julgo não ser importante. O importante é as pessoas assumiram um compromisso e honra-lo.
Como podem verificar, na minha freguesia acontece de tudo. Tudo o que possam escrever nada surpreende o cartoonista vilabonense.
Já agora, será que o CHALHEIROS podia publicar o endereço do seu blog? gostaria de lhe fazer uma visita.

http://cartoonista.livejournal.com
Cartoonista Vilabonense a 13 de Agosto de 2009 às 01:00

Fui dar uma vista no seu blog com a esperança de encontrar por lá muitas soluções para os mais diversos problemas, locais e quiçá até, nacionais. Espanto, é só brincadeirinha , afinal é um comediante a tentar ser intelectual e inteligente.

Parece que se tornou moda para os escribas dos blogs de Marco de Canaveses, recorrerem a parábolas ou a figuras de romances famosos
para se referirem aos políticos, candidatos ou não às eleições autárquicas. Uns falam de barcos e piratas outros de heróis como D´Artagnan e os 3 Mosqueteiros...Não sei qual o motivo desta onda mas também não me interessa, eu até gosto de romances históricos com muitos heróis à mistura.
Não quero deixar passar a oportunidade é de atribuir um personagem a algumas pessoas, também tenho direito:
Cardeal Richelieu, a sua capacidade para urdir intrigas para atingir os seus fins pessoais, mas sobretudo, Alexandre Dumas, ao fazer dele o
antagonista dos heróis cobertos por valores cavalheirescos, no seu romance "Os Três Mosqueteiros", contribuiu para desenvolver a lenda
sinistra de um autocrata maquiavélico e distorcido.
Digam lá se este perfil não encaixa tão bem a todos os “Calheiros” que por aí circulam?
mariahelenalves a 13 de Agosto de 2009 às 23:49

Cara helena, vejo pelo que escreveu, tal como eu visitou o blg seara da verdade. e já agora permita-me que faça um reparo, já se falou em piratas e nos mosqueteiros personagens famosas da literatura e da tv, vou dizer-lhe a senhora com os seus comentários parece os "velhotes" da serie os marretas que via quando era criança, e reclamavam de tudo e de todos.
Saiba que as parábolas são a forma mais antiga de ensinamento. E além disso temos as sátiras que Gil Vicente usou e muito bem em forma de critica a sociedade e os regimes politicos da altura. E com resultados fantásticos, e se deram resultado em outros tempos, porque não utiliza-los actualmente de uma forma mais moderna? Porque não dizer que Ferreira Torres é o Alves Dos Reis da nossa época ou o Rambo III o regresso do heroi? E porque não dizer que Manuel Moreira que é o verdadeiro vendedor da banha da cobra?
Eu costumo dizer que o Artur melo é o harry potter marcoense, veio escutar os marcoenses e com a sua magia quer fazer o que é preciso e que Gomes Varela é o nosso Michael Knigt defensor dos fracos e oprimidos e que Norberto Soares é o Oficial e Cavalheiro, algum mal nisto? acho que não.
O importante mesmo é discutir e propor soluções para estes problemas, e o que tenho visto é apenas criticas destrutivas e propostas até ao momento não vi nenhuma.
Foi um prazer escrever neste blog. Até uma próxima oportunidade... se me for dada:)
http://cartoonista.livejournal.com

Eu? Reclamo de tudo e de todos? Desculpe sr incógnito mas está mal informado ou então tem vivido noutra galáxia.

Senhora Dra. Educadora:
Prefiro-me no meio das minhas analogias do que a fazer peixeiradas à frente do Trenó com as mangas arregaçadas.
Nunca a conheci a gostar de literatura portuguesa e estrangeira.
Calheiros a 15 de Agosto de 2009 às 14:41

Mas, e conhece-me por acaso? Peixeiradas em frente ao Trenó? Está a falar de mim? Sinceramente deve estar a confundir-me com outra pessoa. Não tenho que dar conta a ninguém sobre os lugares que frequento ou não, mas sinceramente, que apareça o primeiro que diga que eu sou frequentadora assídua de qualquer café e muito menos que alguma vez tive algum comportamento fora do razoável em espaços públicos. Quanto a ter conhecimentos literários nem vale a pena responder... E pare de enviar mensagens para a minha caixa de correio, nunca o convidei para tal. Já que me conhece mas eu não o conheço, lanço-lhe o desafio de mostrar a cara e se quiser, falamos olhos nos olhos, num local público e a conversa ficará entre nós. Até lá e enquanto se mantiver uma sombra, não fale dos outros porque isso é um acto de cobardia. Se se esconde é porque algo tem a temer.

Detesto pessoas que não dão a cara.

ASS:Anónimo

Senhora Dra. Educadora:
Ao ler o seu comentário, na sua parte fina (os seus últimos 4 períodos)l não pude deixar de me recordar de um poema de Mário de Sá-Carneiro e de lhe responder com o mesmo:

Eu não sou eu nem sou o outro,
Sou qualquer coisa de intermédio:
Pilar da ponte de tédio
Que vai de mim para o Outro.
Calheiros a 17 de Agosto de 2009 às 20:10

Pois eu sei quem é o comentador de nome pomposo que decidiu andar aí a atirar para todos os lados e a fazer citações. Ainda hoje o vi, no Marco. Presumo que ele também me viu, mas evitou-me, como, aliás, faz sempre que pode. E faz bem.
J.M. Coutinho Ribeiro a 17 de Agosto de 2009 às 19:27

Ainda bem que é um sonhador.
Ora que "A sabedoria suprema é ter sonhos bastante grandes para não se perderem de vista enquanto os perseguimos." - William Faulkner.

Ainda bem que já sabe quem eu sou. Para a próxima venha ter comigo porque eu não tive o prazer de o ver Senhor Dr., pois eu não ando a fugir de si, nem tenho razões para tal coisa.
Há um poema de Alberto Caeiro titulado: "Ter certeza é não estar vendo".
Calheiros a 17 de Agosto de 2009 às 20:39

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO