Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
11
Set 09
publicado por José Carlos Pereira, às 19:35link do post | comentar

Directo ao assunto

 

"Só vos peço uma cruzinha naquele dia que está a chegar".

  Hino de campanha de Norberto Soares, que pode ser escutado aqui.

 


BELÍSSIMO!!!
António F.Oliveira a 12 de Setembro de 2009 às 02:32

Caros amigos

Julgo que este espaço está a ficar dedicado ao amigo José Carlos. Devemos alterar o nome para “José Carlos 2009”

Cristiano Oliveira
Cristiano Oliveira a 12 de Setembro de 2009 às 13:44

Era o que mais faltava! Não sei se este Cristiano é o meu amigo Cristiano Moreira. Se for, levo estas palavras à conta do companheirismo de quase trinta anos.

Caro Zé Carlos


Sim de facto é como dizes. Não leves a mal.

Cumprimentos,
Anónimo a 13 de Setembro de 2009 às 13:37

Falei com Artur Melo em sonhos, e então falei o seguinte:

Caro Artur

O senhor vai ser o principal responsável da vitoria de Ferreira Torres, eu como seu apoiante fico-lhe imensamente agradecido, até diria que o seu grande objectivo é que Ferreira Torres seja o próximo presidente de Câmara Municipal de Marco de Canaveses. Na minha opinião, o senhor é e será um cartaz publicitário a Ferreira Torres, e uma vez mais lhe agradeço por esse esforço que sei que não é de bem, mas vai ser muito útil.
Não seria mais útil dedicar o seu tempo à sua candidatura e ao PS Marco que sempre esteve mal representado? Não seria melhor apresentar uma candidatura sem azedume? Não foi o senhor uma segunda opção do PS? Quem foi a primeira? Um discípulo de Ferreira Torres. È caso para dizer até o próprio partido está do outro lado. Já imaginou o que seria de um general sem tropas, talvez um fuzilamento.
Caro amigo, a minha longevidade faz-me crer que não é a dizer mal que se conquista o povo, nem o do Marco, nem de nenhum outro lado. Estude soluções, visite as freguesias (são elas muitas e não conhece nenhuma), trabalhe muito, explore o que realmente está mal, conquiste a confiança do povo, acredite em si próprio para os outros acreditarem, não diga que faz sem saber e conhecer se realmente é possível fazer.
Por favor não divulguem o meu sonho com o Artur.

Cumprimentos,


Anónimo a 13 de Setembro de 2009 às 14:15

Que engraçado! Há por ai um post do António Santana que fala em cobardes que escondem o nome e a seguir publicam um comentário de um anónimo! Quem diria que o Santana faz posts autobiograficos!!!?
Este anónimo deve ter ouvido o discurso do Artur Melo ontem e a sua publicação indica que o candidato do PS incomoda. Oh se incomoda. Principalmente os autores do Marco2009... Porque estes gostavam tanto que AFT fosse a votos, assim Manuel Moreira ganhava.
Fernando Silva a 13 de Setembro de 2009 às 20:43

Respondo-lhe apenas porque fui o autor do post que originou estes comentários.
Publicamos todos os comentários, incluindo os anónimos, desde que não incluam referências pessoais que consideremos ofensivas para quem quer que seja. Não me parece que seja o caso, mesmo não tendo sido eu a publicá-lo.
A política não deve estar centrada em simpatias ou antipatias pessoais. O que deve contar são as ideias, os projectos, as equipas, os programas, os comportamentos e as atitudes tomadas. Se lesse com atenção o subtítulo do nosso blogue perceberia que só há um candidato que verdadeiramente nos incomoda. Há muitos anos.

O que está a dizer é que apoia a tese da bipolarização contra algo que já quase não existe? É claro que não devemos ir por simpatias, não falei nisso. Sá acho estranho voçês nunca falarem dos eventos do PS... Porque será? Ao que me disse um amigo, a candidatura até manda para aí os anuncios dos comicios e isso e o Marco2009 não publica. Só gostava de saber a razão, já que publicitam os outros...
Mas quem sou eu para vos dizer o que publicar?
Fernando Silva a 13 de Setembro de 2009 às 23:57

Remeto-o para um post que escrevi há tempos. Nós decidimos não anunciar festas, comícios e acções de qualquer candidatura. Limitámo-nos a dar conta do início de campanha das diversas candidaturas, incluindo a apresentação do PS no auditório municipal.
Este blogue não pretende ser um jornal de parede para anunciar tudo o que nos enviam. Gostamos de tomar conhecimento , mas este espaço é sobretudo de análise, reflexão e debate de ideias .

Não resisto a voltar a picá-lo , já que não posso picar o meu amigo Quim Manel , e apesar de o ter em consideração.
Único?
O Norberto Soares não representa o mesmo que AFT?
Ou se Lindorfo tivesse tomado a mesma atitude de NS e tardiamente se arrependido hoje era já um candidato aceitável?
E por essa ordem de ideias se Avelino se tivesse arrependido já seria aceitável apoiar o seu movimento?
Não acredito que a estas questões tenhas respostas diferentes das minhas.

Já comentei mais acima. Há percursos comuns, mas também diferenças. Por tudo aquilo que representa, AFT é "único". Perigosamente único.

Numa coisa eu concordo com este Anónimo. Norberto Soares "é um discípulo de Ferreira Torres". Se o moviemento deste ficar impedido de concorrer será Norberto Soares que terá o apoio declarado de AFT.

Marcuenses abram os olhos.

Mas se o Anónimo tivesse coragem apresentava o seu nome claramente, como ainda não sabe como vão ficar as eleições em Outubro o melhor é esconder a cara.

JValdoleiros, acha que é votando no seu tão defendido PS que o Marco vai abrir os olhos? Votar numa pessoa que não é conhecida em mais de 70% do Marco?

Não lhe direi para abrir os olhos, mas sim para olhar para a terra a sua volta...
BS a 17 de Setembro de 2009 às 21:36


Sim é votando no Artur Melo, o valor dele não se mede por ser conhecido ou não (e ele é bem conhecido por esse Marco fora).
Se esta eleição fosse para votar no mais conhecido, era óbvio que teria que ser AFT o eleito. Mas conhecido pelas razões erradas. Se fizer uma busca no YOUTUBE encontra-o a insultar os árbitros, à porta do tribunal a criticar a Justiça, de cuecas num programa qualquer da televisão. Consegue encontrar as melhores imitações do mesmo. Além disso representa um figura do nosso anedotário nacional.
É mesmo isso que quer para o MARCO?

Mas eu escolho os candidatos pelo MÉRITO e pela capacidade de mudar a política no Marco.

E já agora eu não só olho esta terra, como olho outras terras e como ando de os olhos abertos percebo a diferença de sabermos escolher ou não os nossos candidatos.


jvaldoleiros a 18 de Setembro de 2009 às 22:43

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO