Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
17
Jul 09
publicado por José Carlos Pereira, às 08:45link do post | comentar | ver comentários (10)

A Câmara de Paços de Ferreira deu um bom exemplo de atenção ao crescimento do desemprego e inaugurou ontem um gabinete de inserção profissional, com o objectivo de apoiar os desempregados pacenses, divulgando ofertas de emprego e encaminhado-os para acções de qualificação.

Estas boas práticas devem estimular a autarquia marcoense a encetar medidas que ajudem os nossos conterrâneos desempregados - que pretendam trabalhar! - a enfrentar os tempos difíceis que vivemos.


16
Jul 09
publicado por José Carlos Pereira, às 23:10link do post | comentar

A consignação da primeira empreitada de reconversão da linha do Tâmega decorrerá no próximo dia 21 de Julho, em Amarante, em cerimónia que contará com a presença da secretária de Estado dos Transportes, Ana Paula Vitorino, do presidente da REFER e de autarcas da região.

A empreitada que será adjudicada nesse dia corresponde a um investimento de 2,47 milhões de euros, de um total previsto de aproximadamente 14 milhões para toda a intervenção planeada.

Como aqui recordei, o Governo cumpre com a sua palavra e avança com as obras prometidas, que interessam também às populações do nosso concelho.

tags:

publicado por José Carlos Pereira, às 08:45link do post | comentar | ver comentários (25)

A vida não parece fácil para Artur Melo, candidato pelo PS à presidência da Câmara. Ultrapassados (?) os diferendos com a distrital e assegurado (?) o dinheiro devido pela estrutura partidária para a campanha, Artur Melo tem de lidar com dissidências e baixas de última hora.

Num período curto, Filipe Babo abandonou o secretariado, Helena Alves deixou a comissão política concelhia para apoiar Norberto Soares, Nélson Tony desistiu da candidatura à Junta de Santo Isidoro, Rolando Pimenta renunciou ao cargo de mandatário financeiro. Razões certamente diferentes, mas com interlocutor único.

Artur Melo não conseguiu unir os militantes e simpatizantes do PS nesta sua missão. O líder não se afirmou na hora certa e agora procura controlar os danos. O todo poderoso ex-adversário-que-já-foi-apoiante José Neves apareceu numa iniciativa de campanha em Alpendorada, talvez com a mesma convicção e determinação com que Artur Melo subiu ao palco no comício de Luís Almeida em 2005.

Por outro lado, os candidatos que estiveram com Luís Almeida começam a ser requisitados. A presença de Moura Pinto em algumas iniciativas tem sido assinalada e agora, depois de uma tentativa frustrada, António Mota, candidato em 2005 à Junta de Toutosa, foi nomeado como mandatário financeiro.

Artur Melo parece querer sair do reduto em que se instalou com o seu "núcleo duro", mas será que vai a tempo? Que pensarão da sua actuação os marcoenses e, sobretudo, o eleitorado tradicional do PS? O tempo escasseia, a acção urge e os votos vão ser...disputadíssimos. E em política, como é sabido, o pior que pode acontecer a um candidato é "agarrar-se-lhe" uma determinada imagem e dimensão, que surge quando a opinião pública dita o seu veredicto, muito antes do dia das eleições.


15
Jul 09
publicado por José Carlos Pereira, às 19:55link do post | comentar

A Assembleia Municipal de Marco de Canaveses reúne, em sessão extraordinária, no próximo dia 20 de Julho, pelas 20h30. O principal ponto da ordem de trabalhos, e que motivou a realização desta sessão, é a apreciação e votação do novo Código Regulamentar, que esteve recentemente em consulta pública, e da respectiva tabela de taxas e outras receitas.

A Assembleia apreciará ainda a alteração à postura de trânsito de Avessadas e tomará conhecimento das medalhas honoríficas que serão atribuídas pela Câmara Municipal no próximo sábado.


publicado por José Carlos Pereira, às 18:50link do post | comentar

O Marão online dá conta que a Estradas de Portugal já confirmou à Câmara Municipal a realização de melhoramentos na variante da EN 211, entre o nó da A4 e a cidade de Marco de Canaveses. A Estradas de Portugal anuncia a colocação de um piso antiderrapante e de balizas/pinos rebatíveis, iguais aos instalados no IP4. Está também previsto o reforço da sinalização horizontal e vertical.

Espera-se que as obras comecem tão rápido quanto possível, de modo a proporcionar maior segurança a todos os que por ali passam e a diminuir o número de vítimas e acidentes.

O Marco 2009, que denunciou várias vezes a insegurança sentida naquela via, congratula-se naturalmente com as obras agora anunciadas pela Estradas de Portugal.

 


publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 12:36link do post | comentar | ver comentários (9)

Palavra de honra que eu até percebo a reacção de alguns. Mas as de outros, apenas conseguem ser hilariantes. Como é que um tipo que é conhecido pelo cognone de "A prostituta" - nem é bem este, mas pronto... - no âmbito da sua actividade política, tem o topete de vir dar lições de moral aos outros? Valha-me Deus! Crerá ele próprio no que diz?


14
Jul 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 14:13link do post | comentar | ver comentários (14)

Tenho que pedir desculpas aos candidatos - a todos. De um momento para o outro, parece que os problemas do Marco e a pugna eleitoral passaram para segundo plano. Gastam-se milhares de palavras a falar sobre um simples mandatário do candidato Manuel Moreira. No caso, eu. Confesso que a situação me diverte e dá-me adrenalina. E é bom para conhecer melhor as pessoas. E é bom para perceber que há pessoas que persistem no erro de transformar divergências políticas em ódios pessoais. Nunca fui, nem nunca irei por aí. Acalmem-se! Se me conhecem, sabem que eu aguento bem; se não conhecem, vão ficar a conhecer. E, nesse momento, perceberão que quanto mais me acicatarem, mais eu me envolvo.

Ontem à noite tive a minha primeira participação num acto de pré-campanha de Manuel Moreira - uma reunião com candidatos às Juntas -, para o qual tinha sido convidado. Expliquei por que ali estava e ouvi. Gostei do que ouvi e agradeço as palavras de todos, que sei sinceras. Por momentos, senti-me regressado a 2001, mesmo que, agora, eu seja apenas um interveniente secundário. Esta agitação andava, de facto, a fazer-me falta.

 

(Espantosa é a forma como tentam envolver José Carlos Pereira no barulho, quando é certo que ele está onde sempre esteve e em sossego. Como se cada um de nós não pensasse com a sua própria cabeça.)

 

 


publicado por José Carlos Pereira, às 13:25link do post | comentar | ver comentários (2)

O "Diário da República" de hoje publica a nomeação de Pedro Azevedo como novo adjunto do presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses. Segundo pude apurar, o novo adjunto tem formação superior nas áreas de geografia e do ordenamento e frequenta um mestrado nesse domínio. É também membro da concelhia da JSD/Marco.

O lugar de adjunto do presidente da Câmara encontrava-se vago desde que Ricardo Araújo foi nomeado como director de Departamento da autarquia. A função encontra-se prevista na Lei e a sua remuneração corresponde a 80% do vencimento de um vereador em regime de tempo inteiro.

A mesma edição do "DR" publica avisos para recrutamento, por tempo determinado, de três técnicos superiores de desporto e para a ocupação, a tempo parcial, de 25 postos de trabalho para as actividades de enriquecimento curricular.


publicado por José Carlos Pereira, às 08:45link do post | comentar | ver comentários (1)

O leitor Álvaro Baldaia, da Associação Cultural da Casa do Povo da Livração, escreveu-nos para divulgar a 1ª edição da Feira do Verde (Basulaque), que decorrerá nos próximos dias 7 e 8 de Agosto. O programa pode ser lido aqui.


13
Jul 09
publicado por José Carlos Pereira, às 23:30link do post | comentar | ver comentários (2)

Armindo Abreu apresentou no passado sábado a sua candidatura a novo mandato como presidente da Câmara de Amarante. Perante uma plateia de cerca de duas mil pessoas, Armindo Abreu deu conta dos seus projectos e prioridades e revelou a equipa que o acompanha. Depois de um mandato difícil, Abreu aposta em nova vitória perante um adversário - José Luís Gaspar, do PSD - que já derrotou em 2001.


publicado por José Carlos Pereira, às 19:35link do post | comentar | ver comentários (9)

O presidente da Câmara Municipal, Manuel Moreira, decidiu apresentar queixa contra a mulher que ontem o agrediu quando discursava num evento das Festas de Marco de Canaveses. Segundo Manuel Moreira, o objectivo é esclarecer totalmente as acusações públicas feitas pela agressora, que refutou. Para ler aqui.


publicado por José Carlos Pereira, às 13:15link do post | comentar | ver comentários (1)

O "Público" dá hoje conta do embargo de uma construção promovida pela Fundação Santo António, em Beja. Segundo a notícia, o padre marcoense António Moreira, presidente da Fundação, tem pouca paciência para processos de licenciamento e mandou avançar obras não licenciadas, sobre uma linha de água.

Conhecido como "empreiteiro de Deus", o padre António Moreira revela assim ter pouca atenção pelas leis dos homens. A ter em atenção nos projectos que a Fundação Santo António se prepara para erigir em Marco de Canaveses.

tags:

publicado por José Carlos Pereira, às 08:45link do post | comentar | ver comentários (5)

O slogan de campanha de Manuel Moreira volta a falar de mudança. À "mudança tranquila" de 2005, segue-se "o Marco da mudança" em 2009. Bom, continuo a pensar que Marco de Canaveses precisava em 2005 de fazer rupturas com o passado. Vinte de anos de governação autocrática não se ultrapassam de modo suave. A mudança teria que ser fracturante e pouco tranquila. Aliás, viu-se com o passar do tempo que contemporizar com (algumas) pessoas e atitudes foi um erro que Moreira cometeu. Falo por exemplo do relacionamento do executivo com a "máquina" da Câmara.

Por isso, o "Marco da mudança" anunciado por Manuel Moreira terá de concretizar novas políticas e comportamentos. Em muitos domínios, urge fazer a mudança e os "herdeiros" do passado têm de o assimilar.

Coutinho Ribeiro disse-nos aqui que será o mandatário da candidatura de Manuel Moreira. Aí está um sinal de mudança. Manuel Moreira mostra, desde o início, que quer agregar diferentes sensibilidades, sem colocar em causa o essencial. Moreira consegue ter consigo os antecessores na luta pela Câmara e transmite uma imagem de união. Só não pode ter consigo aqueles que, estando dentro do PSD, estão ao serviço de diferentes desígnios, sob pena de afastar potenciais eleitores.

A mudança de Moreira deve produzir efeitos também nas listas. Moreira tem de resolver a contento a situação do vice-presidente a meio tempo, que não aproveita a ninguém. Bento Marinho poderá certamente colaborar de outra forma e o actual executivo gera um número dois natural - José Mota. Renovar com qualidade é o que se exige a quem está no poder e esse sinal tem de chegar se Moreira quiser fazer o discurso de luta por uma nova maioria.

A actual bancada do PSD na Assembleia Municipal exige também maior cuidado por parte de Moreira. Os tempos que aí vêm pedem uma bancada mais preparada para a luta...e menos para o elogio.

Quanto ao programa e às ideias, essa é a parte mais substantiva. Os marcoenses vão ficando mais exigentes e não querem promessas fáceis. Moreira e o PSD terão de compreender isso e apresentar razões válidas para captar a preferência dos eleitores.


12
Jul 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 22:06link do post | comentar | ver comentários (21)

Manda a clareza que explique desde já: a partir de hoje, o que escrever por aqui terá de ser lido num contexto diferente do que havia até agora: acordei com o presidente Manuel Moreira que seria o seu mandatário nas próximas eleições autárquicas.

Este é um passo que poderia ter evitado. Mas há momentos em que a nossa intervenção cívica e política exige mais envolvimento do que dar opinião nos blogues ou dar algum conforto aos candidatos que querem o melhor para o Marco. Indisponível para as listas, concluímos que esta seria uma solução de compromisso que começa agora e terminará no dia das eleições.

Um compromisso que tem a ver com a necessidade de ajudar a evitar um regresso ao passado e com o facto de sentir que Manuel Moreira é o único candidato capaz de evitá-lo. Empenhadamente, pois, ao lado de Manuel Moreira. Com votos de que a campanha siga com elevação. Farei tudo por isso, acreditem.

 


publicado por João Monteiro Lima, às 22:00link do post | comentar | ver comentários (9)

Ao fim da tarde, enquanto discursava num evento das Festas do Marco, o Presidente da Câmara Municipal do Marco, Manuel Moreira foi agredido por uma pessoa que assistia ao evento.

Segundo o que consegui apurar, a agressão não estará relacionada com o embate eleitoral que temos pela frente.

Diz-me quem viu que tudo terá sido muito rápido, tendo a alegada agressora surpreendido Manuel Moreira perante o olhar dos muitos marcoenses que assistiam oa evento.

Atitudes como esta devem merecer a reprovação de todos, sejam quais forem as motivações que tenham levado a pessoa a praticar tal acto.

Numa sociedade civilizada, as questões não se resolvem através da violência.

Já depois de todo este lamentável acto tive oportunidade de falar ao telefone com Manuel Moreira (tal como faria a qualquer outro candidato) e de lhe transmitir a minha solidariedade pessoal  bem como a firme reprovação de tal acto.

Já em tempos me tinha referido, aqui no Marco 2009 e na Assembleia Municipal, para a necessidade de todos nos empenharmos para ter uma campanha eleitoral de nível elevado, e mesmo esta situação não estando relacionada com as eleições, não podemos de deixar de, por um lado, a reprovar e por outro, voltar a apelar ao bom senso e ao civismo dos marcoenses, candidatos e não candidatos, para que se deixem levar por caminhos que em nada engrandecem a nossa Terra.


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO