Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
06
Jul 09
publicado por José Carlos Pereira, às 19:25link do post | comentar | ver comentários (16)

O Marão online diz-nos que Moura e Silva, vereador eleito com Ferreira Torres na Câmara de Amarante, vai encabeçar a candidatura do CDS-PP àquela autarquia. Órfãos de Avelino Ferreira Torres, da sua dinâmica e dos seus meios de campanha, os centristas de Amarante voltam à casa de partida e apresentam-se a votos.

E em Marco de Canaveses? Já por aqui lancei algumas interrogações, mas parece-me não haver dúvidas de que os centristas marcoenses terão de escolher entre o regresso de Avelino Ferreira Torres, a insistência de Norberto Soares ou...a mudança para uma terceira via, qualquer que ela seja.

A haver órfãos por cá, terra de "tantos" militantes do CDS-PP, esses terão de contentar-se em esperar por próximas eleições. Como os correligionários de Amarante.


publicado por José Carlos Pereira, às 12:45link do post | comentar

O leitor, e particular amigo, Paulo Babo, dirigente do Motor Clube do Marco, escreveu-nos para dar conta da realização do Raid TT Marco de Canaveses, que decorrerá entre 10 e 12 de Julho no nosso concelho. O programa da prova pode ser consultado aqui.


publicado por José Carlos Pereira, às 01:00link do post | comentar | ver comentários (4)

Manuel Moreira apresentou-se no sábado passado, tendo ao seu lado a nova "vedeta" do PSD, Paulo Rangel, bem como o líder distrital, Marco António Costa, o presidente da vizinha Câmara de Penafiel, Alberto Santos, o vice-presidente da JSD e líder da distrital do Porto, Luís Vales, e a presidente da Assembleia Concelhia, Zita Freitas, entre outros autarcas e responsáveis partidários.

Além de Moreira, foram apresentados os candidatos à presidência da Assembleia Municipal, António Coutinho, e de 29 Juntas de Freguesia. Uma das freguesias que tiveram de aguardar por esta apresentação para conhecer o seu candidato foi Soalhães. Após alguns convites declinados, o PSD apresentará às urnas nesta freguesia o professor Miguel Ribeiro, filho de Odília Araújo, que ainda recentemente substituiu o vereador José Mota na vereação, quando este suspendeu o seu mandato por um breve período.

Apesar de instado nesse sentido, o presidente da concelhia, José Cruz, faltou à chamada, o mesmo acontecendo com outros dirigentes da concelhia. Talvez em retaliação por ter sido alegadamente preterido na candidatura...à Junta de Freguesia de Vila Boa do Bispo. Entre os principais responsáveis do PSD/Marco, a presença mais relevante terá sido a de Zita Freitas, que assinalou assim o seu regresso às lides autárquicas, depois de ter sido candidata a vereadora em 2001, ao lado de Coutinho Ribeiro.


04
Jul 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 17:07link do post | comentar | ver comentários (7)

Ontem, a jantar com JCP, conversa sobre política nacional e local. Aproximamo-nos, perigosamente, em alguns temas que nos trazem desavindos. A dada altura, ele perguntou-me se eu ia hoje à apresentação da candidatura de Manuel Moreira. Não, não vou. Dois motivos: em primeiro lugar, porque, à mesma hora, vou levar o meu filho ao treino de futebol e ele gosta que eu assista; em segundo lugar, porque sei bem que o candidato do meu partido é, de todos os que são candidatos à Câmara do Marco, o único que não gosta de me ter por perto. Porquê? Não sei. Não será por esse motivo que deixarei de votar em Manuel Moreira se pressentir que o meu voto nele é útil para defender a democracia no Marco. E também não será motivo para toldar as nossas boas relações pessoais.


03
Jul 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 18:52link do post | comentar | ver comentários (1)

Já por diversas vezes debati com JCP a questão da multiplicação das festas no concelho, depois que Manuel Moreira assumiu o comando da autarquia. Sempre me pareceram festas a mais e vejo que, agora, também JCP acha que é um exagero.

Entendamo-nos: não tenho nada contra as festas. E, tanto quanto sei, as que tem havido têm sido concorridas. Logo, é de admitir que os marcuenses gostam de festas e aderem a elas.

O que me parece é que se trata de dispêndio de meios com pouco retorno. Lançar iniciativas que criem novos públicos, como defende JCP, é um caminho. Mas vou mais longe: o que o Marco deveria lançar sem demoras era uma iniciativa - cultural ou desportiva - que se tornasse um ícone no concelho e que levasse forasteiros ao Marco. Há, pois, que puxar pela imaginação.


publicado por José Carlos Pereira, às 13:00link do post | comentar | ver comentários (10)

Manuel Moreira tem sido criticado por promover  e assistir a festas a mais no concelho. Confesso que nunca dei muita relevância a esse facto. É verdade que as festas estão longe de ser o essencial, mas vejo que as pessoas aderem e gostam de participar. Confesso, no entanto, que me surpreende o programa deste mês de Julho.

Este fim-de-semana decorre o festival de Montedeiras, nos dois fins-de-semana seguintes são as festas do concelho, a seguir é o festival da cerveja e da francesinha e o mês acaba com a feira das actividades económicas da AE Marco, que também tem uma componente recreativa.

Compreendo que os promotores queiram aproveitar o Verão e antecipar-se às pré-campanhas eleitorais que aí vêm, mas parecem-me programas a mais e demasiado concentrados. Até porque ainda haverá pelo meio algumas festas nas diferentes freguesias. Será que os tempos estão para tanta folia?


publicado por José Carlos Pereira, às 12:45link do post | comentar | ver comentários (6)

Nos últimos dias temos publicado muitos comentários de pessoas não identificadas, pelo menos não identificadas pelos autores do blogue, com uma linguagem na fronteira do (in)admissível. Este espaço gosta de contar com o contributo de todos, mas exige dos seus leitores que tenham cuidado com a forma como escrevem e como se dirigem aos autores e aos outros comentadores. Se esse cuidado não se verificar, ver-nos-emos obrigados a deixar de publicar comentários escritos por pessoas desconhecidas dos autores do blogue.

tags:

02
Jul 09
publicado por João Monteiro Lima, às 18:29link do post | comentar | ver comentários (20)

Depois de conhecidas as candidaturas de Jorge Baldaia pela CDU e de Agostinho Baldaia num movimento independente apoiado por Norberto Soares e Manuel Moreira, soube-se agora que o PS já escolheu o seu candidato à JF de Santo Isidoro.

Nesta notícia ficámos a saber que Joaquim Moreira é o nome escolhido para disputar a JF de Santo Isidoro.

Para quem não sabe, Joaquim Moreira é irmão do candidato da CDU Jorge Baldaia, sendo estes familiares de Agostinho Baldaia.

Os laços familiares entre os candidatos poderão indiciar que, em Santo Isidoro, teremos uma campanha eleitoral de debate elevado.

Estando praticamente excluída a hipotese de surgir outra candidatura pode dizer-se que o próximo Presidente da JF de Santo Isidoro terá o apelido Baldaia. Resta saber se será Agostinho, Joaquim ou Jorge. Obviamente, faço votos que seja o Jorge.


publicado por José Carlos Pereira, às 13:55link do post | comentar | ver comentários (2)

O Programa Operacional Regional do Norte assinou na passada terça-feira os contratos de financiamento com 20 municípios da região que tiveram candidaturas aprovadas para "Parcerias de Regeneração Urbana". São 194 milhões de euros de investimento, a que corresponde um financiamento comunitário de 134 milhões de euros.

Marco de Canaveses ficou fora dos projectos aprovados, desconhecendo-se neste momento se o seu projecto de requalificação do centro da cidade é recuperável para outra fase de candidaturas. Contudo, há muito que estou convicto de que o nosso município não aproveita como devia todas as oportunidades concedidas pelos programas comunitários.


publicado por José Carlos Pereira, às 08:45link do post | comentar

A Assembleia da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Tâmega e Sousa reuniu-se na passada segunda-feira, em Penafiel, tomando conhecimento dos projectos em curso, designadamente no âmbito da contratualização entre a CIM e o Programa Operacional Regional do Norte, e da actividade desenvolvida pelo Conselho Executivo liderado por Alberto Santos, destacando-se a recente tomada de posição dos doze presidentes de câmara em defesa do IC 35.

No período de antes da ordem do dia, destacou-se a discussão de uma moção contra as barragens da bacia do Tâmega. Essa moção, rejeitada pela maioria dos deputados, apresentava uma argumentação demasiado radicalizada, que não favorecia a reflexão e o consenso. Refira-se que a moção foi apresentada por Emanuel Queirós, quadro da autarquia marcoense, deputado municipal em Amarante pelo movimento "Amarante com Ferreira Torres", mas eleito para a Assembleia Intermunicipal em coligação com o...PSD.


publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 03:52link do post | comentar | ver comentários (2)

Tive oportunidade de escrever, mais abaixo, que não estava nada de acordo com o outdoor em que a JSD do Marco alegadamente associava o "todo-terreno" Ferreira Torres a um burro. E também não me comove a explicação dada de que o outdoor tinha cumprido a sua missão, porque levou as pessoas a falar dele. Mas há um lado positivo na iniciativa: ficamos a saber que a actual direcção da JSD do Marco está claramente ao lado do candidato Manuel Moreira, tal como lhe compete. Normal? Sim. Não. Sou do tempo em que a JSD do Marco, ao não conseguir os lugares que queria nas listas autárquicas, se passou em peso para a candidatura adversária de Ferreira Torres contra mim, que era o candidato do partido. E são esses os mesmos que, agora, quais virgens ofendidas, mais se escandalizam com o outdoor e pedem a cabeça dos seus responsáveis. Insisto: a ideia do outdoor, revelando criatividade, não foi boa em termos de táctica eleitoral. Mas é uma atitude honesta. O que, em política, tem o seu valor.


publicado por José Carlos Pereira, às 00:40link do post | comentar

Textos escritos no Incursões:

 

Não há pachorra para o Senhor Presidente!

 

Um país pobre e a duas velocidades

 

Prolongando uma polémica amena

 

No rescaldo das europeias

 

 


publicado por José Carlos Pereira, às 00:30link do post | comentar

O Marco 2009 completou anteontem seis meses de existência. Neste período registámos mais de 55.00 visitas, com uma média de cerca de 390 visitas diárias. Foram mais de 135.000 páginas vistas, com uma média diária de quase 994 páginas.

Os objectivos que perseguimos com a criação deste blogue têm sido, portanto, plenamente atingidos. Devemos isso aos nossos leitores e comentadores. Que merecem um segundo semestre animado!

tags:

01
Jul 09
publicado por José Carlos Pereira, às 20:05link do post | comentar | ver comentários (14)

Quem se recordar do muito que foi dito e agora vir isto, o que ficará a pensar? Que vale tudo em política? Que não vale a pena acreditar em convicções e ideais? Que os valores de nada valem?


publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 17:06link do post | comentar | ver comentários (37)

Ouvindo aqui e ali, palpita-me que a luta eleitoral no Marco vai bipolarizar entre Manuel Moreira e Avelino Ferreira Torres. Entre o actual detentor do poder e o seu antecessor. Será uma luta feroz, como há muito ando a prever.

Bipolarizada a contenda, a tentação será para optar pelo voto útil. Será escolher entre a "mudança tranquila" de Manuel Moreira e o regresso ao passado protagonizado por Ferreira Torres. É aqui que vai estar a decisão das eleições. E será esta o drama de Norberto Soares e de Artur Melo, que poderão ficar de fora desta contabilidade. Salvar-se-á António Varela, com o voto ideológico da CDU e de mais alguma esquerda que não se revê na candidatura um tanto elitista do candidato do PS.

Quando, em 1982, chegou ao poder, Ferreira Torres conseguiu-o com o votos dos jovens. Ele representava a mudança e o espírito do homem ligado ao desporto. Entretanto, o seu eleitorado natural envelheceu e não se conhece uma ideia nova do candidato. Hoje, terá muitas dificuldades em entrar no eleitorado jovem que, mais urbano, exige mais do que o seu estilo de fazer política. É claro que os jovens também não estarão muito dispostos a ouvir os longos discursos de Moreira. Mas palpita-me que, na hora de escolher, vão optar pelo actual presidente da Câmara. Isto se forem votar, claro.

 

 

 


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO