Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
09
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 00:10link do post | comentar

O actual presidente da Comissão Política Concelhia do PSD/Marco recandidata-se a um novo mandato, defrontando, ao que tudo indica, o líder da bancada do partido na Assembleia Municipal, Rui Cunha.

José Cruz terá já sinalizado a sua lista junto da presidente da Assembleia Concelhia, Zita Freitas, apresentando apenas o seu nome e o de seu irmão, Albino Cruz, que será candidato a presidente da Assembleia.

Recorde-se que a deputada municipal Zita Freitas estará desta vez ao lado de Rui Cunha, segundo foi tornado público pelo respectivo movimento de apoio.

 

Adenda: Em declarações ao "Repórter do Marão", José Cruz adianta que não fará muitas alterações na equipa que o acompanha, embora prometa "alguma renovação".

 


08
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 13:55link do post | comentar

O “Diário da República” publicou ontem o Acórdão 87/2010 do Tribunal Constitucional, no qual se aplicam coimas sancionatórias relativas a ilegalidades e irregularidades cometidas por partidos, coligações e grupos de cidadãos nas candidaturas às eleições autárquicas de 2005. No caso concreto de Marco de Canaveses, todos os partidos e coligações que concorreram foram atingidos.

No CDS-PP, cuja candidatura foi então liderada por Norberto Soares, são detectados valores de donativos em espécie valorizados a preços diferentes dos constantes da “Listagem Indicativa do Valor dos Principais Meios de Campanha e de Propaganda Política”, sem que tenham sido apresentadas razões explicativas dessa divergência. Há também despesas com propaganda, arrendamentos de espaços e outdoors, cujos custos não foram valorizados conforme a referida lista publicada, sem que tenha sido esclarecida a razoabilidade das divergências. Por último, há divergências entre os totais das listas das acções de campanha e dos meios nelas utilizados e os valores registados nos mapas de despesas. As despesas declaradas somam €102.017,00 e o valor constante da lista de meios é de apenas €24.039,00.

No PSD, em candidatura liderada por Manuel Moreira, as coimas ocorrem por falta de assinatura do mandatário financeiro local nos documentos de prestação de contas, "em violação dos arts. 22.º, 28.º, n.º 3, 31.º e 32.º, todos da Lei n.º 19/2003”. O PSD também não apresentou as listas das receitas decorrentes do produto da actividade de angariação de fundos, com indicação do tipo de actividade e data de realização relativas, frustrando o controlo efectivo do cumprimento das regras de financiamento e de organização.

No caso do PS, em candidatura liderada por Luís Almeida, na qual eu próprio encabecei a lista à Assembleia Municipal, são assinaladas divergências entre os totais das listas de acções de campanha realizadas e os valores registados nos mapas  das despesas. 

Finalmente, no caso da coligação PCP–PEV, liderada por Filipe Baldaia, registam-se acções de campanha em que não é possível identificar os custos associados no mapa de despesas, porque a descrição da documentação de suporte o não permite, não se identificando as receitas e despesas associadas às acções. Vem também imputado que a coligação obteve donativos em numerário, depositados nas contas da campanha, em que não foi possível identificar os doadores, "em violação do n.º 3, do artigo 16.º da Lei n.º 19/2003".

O Tribunal aplica ainda coimas às candidaturas de Avelino Ferreira Torres a Amarante, tal como aqui já tínhamos referido.


07
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 19:50link do post | comentar | ver comentários (4)

O coordenador de comunicação do auto-denominado Movimento de Apoio a Rui Cunha para a Liderança do PSD Marco, Renato Ribeiro, enviou-nos um texto para publicação, no qual se apela à candidatura de Rui Cunha às próximas eleições internas e se identificam os apoios já reunidos:

 

"Um grupo de 30 militantes do PSD/Marco, entre os quais se contam Márcio Magalhães, ex-presidente da JSD, Luís Pinto, actual presidente da JSD, Zita Freitas, Presidente da mesa do plenário do PSD, Rui Mendes, Coutinho Ribeiro, Sérgio Sousa, Zita Monteiro, Adriano Marinho, Guilherme Loureiro, Joaquim Oliveira (Presidente da Junta de Freguesia de Ariz), Manuel António Novais, Renato Ribeiro, Pedro Vieira, Luís Freitas Duarte, Henrique Guedes, Carlos Bento, Luísa Bento, Luísa Sousa (Presidente da Junta de Freguesia do Freixo), Manuel Couto, Carlos Alberto Monteiro (Presidente da Junta de Freguesia de Fornos), entendem que o companheiro Rui Cunha deve ser candidato a líder da Comissão Política concelhia do PSD, e por isso lhe colocaram este desafio apelando-lhe que o aceite!

Querem que assuma esta candidatura porque entendem que o Partido precisa dele, encabeçando um projecto focalizado na união de esforços e convergência de valores e talentos, em prol do desenvolvimento da nossa terra. A este grupo inicial de imediato se associaram mais de uma centena de militantes, entre os quais se incluem Manuel Moreira (Presidente da Câmara Municipal) António Coutinho (Presidente da Assembleia Municipal), Gil Mendes, José Mota (Vice-Presidente da Câmara), Domingos Neves (Presidente da Junta de Freguesia de Alpendurada), António Teixeira (Presidente da Junta de Freguesia de Vila Boa do Bispo), Joaquim Sousa (Presidente da Junta de Freguesia de Favões), Gorete Babo (Presidente da Junta de Freguesia de Sobretâmega), Costa Pinto (Presidente da Junta de Freguesia de Sande), Joaquim Mota, Fernando Santos, Fernando Moura, António Lucas, Ricardo Araújo, Jorge Pessoa, A. Cardoso, José Barreto, José Carlos Valadares, Victor Gonçalo, Flávia Marinho, Filipe Guimarães, Jorge Teixeira e Sousa Ribeiro.

Todos os militantes que constituem este amplo movimento de apoio reiteram publicamente ao companheiro Rui Cunha, em quem reconhecem um profundo amor ao Partido e à sua terra, o seu apoio incondicional para que leve a bom porto a missão de projectar o PSD/Marco no futuro, enquanto alavanca essencial de uma política de verdadeiro desenvolvimento da comunidade. Rui Cunha é o candidato que o partido precisa!

O Movimento de Apoio"


publicado por José Carlos Pereira, às 08:45link do post | comentar

A sessão ordinária de Abril da Assembleia Municipal de Marco de Canaveses deverá realizar-se na noite de 23 de Abril, dia em que também terá lugar a Assembleia Municipal de Jovens. O facto de no fim-de-semana anterior se realizarem eleições para os órgãos concelhios de PS e PSD deverá inviabilizar o agendamento da Assembleia Municipal para os dias mais próximos.

A sessão de Abril da Assembleia Municipal votará, entre outros assuntos, a conta de gerência do ano de 2009.


publicado por José Carlos Pereira, às 00:15link do post | comentar

O leitor Filipe Babo, dirigente socialista em Marco de Canaveses e meu colega desde os tempos da Escola Secundária, tem o seu próprio espaço na blogosfera e pediu-nos para divulgar o seu blogue Arca de Poemas.

Um abraço para o Filipe Babo.


06
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 18:14link do post | comentar

Começaram hoje as obras de requalificação da variante à EN 211, estrada palco de inúmeros acidentes com vítimas mortais. A empreitada consignada pela Estradas de Portugal começou tarde e, ao que parece, mal planeada.

Segundo documentou há pouco o site do jornal "A Verdade", a obra provocou logo no primeiro dia longas filas de trânsito para quem quer entrar e sair de Marco de Canaveses, designadamente na ponte sobre o Tâmega. Nada que não conheçamos de outras obras um pouco por todo o país, mas neste caso concreto esse mau planeamento é um duplo castigo para as populações marcoenses e dos concelhos vizinhos que já suportaram os efeitos dos sucessivos acidentes ao longo dos últimos anos.


publicado por José Carlos Pereira, às 12:45link do post | comentar

O vereador socialista Artur Melo explicou na última edição do jornal “A Verdade” quais foram as razões para voltar atrás com a sua palavra e decidir recandidatar-se à presidência da Comissão Política Concelhia do PS/Marco, em eleições que decorrem no próximo dia 17 de Abril. Segundo Artur Melo, um “grupo de militantes que não estavam satisfeitos com o rumo que o partido podia tomar, com o vazio e com o possível risco de uma lista única, uniram-se e manifestaram a intenção para que eu voltasse”.

Melo considera a candidatura de Rolando Pimenta um “perigo grave”, já que “é uma coligação negativa contra a minha pessoa e contra o projecto desenvolvido nestes quatro anos e não uma alternativa para o concelho”. Melo diz que é o “único candidato capaz de unir o partido. Como se viu tenho o apoio das bases e até o outro candidato me tinha convidado para a comissão de honra. Apesar de achar o convite irónico fiquei sensibilizado porque os dois lados me vêem como capaz”.

Razões e auto-avaliações para analisar nos próximos dias.


05
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 10:00link do post | comentar

Teve lugar recentemente a eleição dos representantes dos educadores de infância e dos docentes dos ensinos básico e secundário no Conselho Municipal de Educação. No ensino secundário, foi eleita a professora e antiga deputada municipal Paula Mota, do agrupamento de escolas de Toutosa.

A docente eleita no ensino básico foi Júlia Pereira, do agrupamento de escolas de Sande, e no pré-escolar foi eleita Conceição Coelho, do agrupamento de escolas de Marco de Canaveses


04
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 00:15link do post | comentar

Hoje, domingo de Páscoa, é um dia por excelência dedicado à família e aos amigos. Nas freguesias de Marco de Canaveses permanece o hábito da visita pascal e do convívio em casa de familiares e amigos. A tradição ainda se vai mantendo de pé.

Aliás, para mim a Páscoa continuará amanhã, em Soalhães. Uma dupla oportunidade para confraternizar com aqueles que nos são mais queridos.

Votos de Feliz Páscoa.

tags:

03
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 00:30link do post | comentar

Textos escritos no Incursões:

 

Marco de Canaveses comemora 158 anos

 

(In)justiça desportiva

 

Uma visão sobre a disputa no PSD

 

A justiça vai assim...

 

Cavaco e a regionalização (destacado no blogue Regionalização)

 


02
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 00:10link do post | comentar | ver comentários (2)

O  leitor Filipe Babo, membro da Comissão Política Concelhia do PS/Marco e apoiante do candidato Rolando Pimenta, enviou-nos para publicação um texto com a sua análise sobre o decurso da campanha interna no PS marcoense:

 

"Tal como o algodão que não engana…

 

É com grande desagrado que vejo os nossos antepassados darem voltas ao túmulo devido a determinados mortais que não querem acordar para a realidade contemporânea. Ora, quando se usa com convicção o termo “bases”, entende-se nesse contexto, para além de outros significados que tem este vocábulo, a parte de uma construção que se firma imediatamente no solo. Assim, rapidamente se verifica nas fotografias que estão ao dispor no sítio electrónico http://marcoecidadania.blogspot.com, relativa à apresentação da candidatura de Rolando Pimenta, que se encontravam presentes os anteriores líderes concelhios e os militantes mais antigos e fundadores do PS Marco. Tal como o algodão que não engana, as fotos também não!

Artur Melo afirmou, e bem, que a candidatura de Rolando Pimenta “é uma coligação negativa”(1) contra a sua pessoa e contra o “projecto”(?) desenvolvido nestes últimos quatro anos. Efectivamente e em bom rigor assiste-lhe toda a razão, pois de facto o projecto de Rolando Pimenta é um projecto ganhador e não faz pretensão de fazer parte da história do PSMarco pelas piores razões, pois nesta categoria encontram-se com os piores resultados de sempre, para as eleições autárquicas: Armando Teixeira com 12,3% dos votos; e Artur Melo com 12,8% dos votos. Tal como o algodão não engana os resultados obtidos também não!  

(1) Nota: Artur Melo ao considerar que os esforços de Rolando Pimenta, no sentido de congregar as várias sensibilidades existentes no PSMarco são uma “coligação negativa”, denota claramente que não admite o conceito de unidade na diversidade de opiniões defendido pela candidatura de Rolando Pimenta. É que unidade é um conceito antagónico de unicidade!

 

Cordialmente, Filipe Massa Babo

Marco de Canaveses"


01
Abr 10
publicado por José Carlos Pereira, às 18:30link do post | comentar

Decorre hoje à noite, entre Torrão e Entre-os-Rios, a Procissão das Endoenças, um evento de cariz religioso que atrai ao local muitos milhares de pessoas. A Procissão das Endoenças realiza-se há pelo menos 300 anos na Quinta-Feira Santa e beneficia do efeito cénico das cerca de 50 mil velas que iluminam as localidades e dos barcos de fogo que acompanham a Procissão pelo rio.

Trata-se de um cartaz que justifica uma visita àquela freguesia marcoense ribeirinha do Tâmega e do Douro e que mereceu acções de promoção específicas da parte da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal.


publicado por João Monteiro Lima, às 16:30link do post | comentar

Se fosse presunçoso diria que foi após ter escrito este texto sobre a Rua de S. Nicolau que a Câmara Municipal prestou a devida atenção ao que vinha a acontecer na referida artéria.

O estacionamento selvagem vinha a tomar de assalto uma das mais belas artérias do concelho, na zona da Associação Empresarial, tornando uma aventura circular na zona da Rua.

Até esta semana, pouco ou nada tinha sido feito, mas nos últimos dias já foi vista a Polícia Municipal a multar quem teimosamente insistia em estacionar naquele local. Hoje, durante a parte da manhã, foi colocada uma fita em plástico e uns ferros, nos cerca de 100 metros da Rua de S. Nicolau que separam a Rua Amália Rodrigues  da Rua Egdar Cardoso, impossibilitando o estacionamento naquele local.

Estou convencido que o meu texto nada teve a ver com o que agora foi feito, aliás, acredito, que o que agora foi feito já estava previsto há muito. Aliás, pouco do que se vai escrevendo tem influência no que posteriormente é feito, apenas e tão só o que se vai escrevendo é antecipação do que estava programado. Meras coincidências como escrevi no tal texto.


publicado por José Carlos Pereira, às 12:45link do post | comentar

A chefe de gabinete do presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, Fernanda Araújo, cessou ontem funções na autarquia, obrigando assim Manuel Moreira a designar um novo titular para aquele cargo. Após quase quatro anos de exercício da função, foram razões de ordem pessoal que estiveram na origem da saída da chefe de gabinete, que regressa aos quadros da Direcção Regional de Cultura do Norte.

Fernanda Araújo foi a segunda chefe de gabinete de Manuel Moreira, sucedendo no lugar a Olga Gonçalves, jurista proveniente dos quadros da Câmara Municipal da Trofa e que se manteve poucos meses nessas funções.


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO