Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
03
Jan 10
publicado por José Carlos Pereira, às 22:55link do post | comentar

Já aqui escrevi várias vezes sobre a organização autárquica e, designadamente, sobre o peso dos presidentes de Junta de Freguesia nas votações das Assembleias Municipais, que, em alguns casos, pode desvirtuar o sentido de voto das populações naquele órgão autárquico.

Segundo revela o "Repórter do Marão", a estratégia do PSD/Amarante, que visava derrotar o orçamento socialista, saiu abortada pela votação de alguns presidentes de Junta do PSD. O orçamento de Armindo Abreu acabou por ser aprovado com 39 votos a favor, 38 votos contra e 3 abstenções.

Independentemente da qualidade do orçamento, que desconheço, congratulo-me com o facto do documento proposto pelo PS ter sido aprovado, mas está aqui um excelente exemplo de como a intervenção dos presidentes de Junta pode deitar por terra as estratégias partidárias e pôr em causa os equilíbrios que resultaram dos resultados eleitorais.


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO