Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
29
Jan 10
publicado por José Carlos Pereira, às 19:20link do post | comentar

O “Diário da República” publica hoje a designação de Joaquim Mota como secretário do gabinete do vice-presidente da Câmara Municipal de Marco de Canaveses, José Mota. Era o último lugar que faltava preencher nos gabinetes de apoio pessoal do executivo.

Joaquim Mota é funcionário da autarquia e irmão do vice-presidente da Câmara. É ainda membro da Assembleia Distrital do PSD e da direcção da Adega Cooperativa de Marco de Canaveses.


Ainda vamos assistir a factos mais comprometedores!
Estamos a voltar ao tempo em que a "Câmara Municipal" era de alguns senhores que após o 25 de Abril foram postos a trabalhar pelo anterior presidente.
Afinal são todos iguais!
Alfredo Ribeiro a 29 de Janeiro de 2010 às 19:39

Esta do "trabalhar" tem piada.
Anónimo a 29 de Janeiro de 2010 às 20:33

Já tinha sido dito ao leitor António Varela, que remeteu um comentário a este post, para se identificar de forma mais completa, de modo a evitar confusões com o candidato da CDU à Câmara Municipal.
José Carlos Pereira a 30 de Janeiro de 2010 às 13:19

Pois... mas gostaria de saber como quer que me identifique... O nome e email não chega? Ou quer uma fotografia? Quem fez a confusão foi o Sr. Carlos Pereira e não eu. António Freitas Varela é o meu nome. Resido em Alpendorada há cerca de 3 anos. Presumo que mais do que isso só se for o BI e NIF! Espero que não seja preciso! E se entender como resolvida a questão da minha identificação, agradecia publicasse o meu comentário, pois pretendo continuar a intervir neste blog (se me for permitido).

Com os meus respeitosos cumprimentos

António Varela
de Alpendorada
António Varela a 1 de Fevereiro de 2010 às 13:03

Já me expliquei e não vou insistir na questão. Se quiser assinar os seus comentários como António Freitas Varela eles serão publicados.
O comentário a este post que tinha enviado já não está disponível e, por isso, terá de o remeter novamente.

que vergonha!
quais os requisitos utilizados?
mais um taxo, sinto-me enganado.
jose dias a 1 de Fevereiro de 2010 às 16:49

O ordenado de secretário sempre é maior do que topografo,e primeiro está a família...
Os mais velhos certamante lembram-se que a câmara em tempos (era) da família Estrela e Teixeira da Mota.
Estamos a voltar ao antigamente fruto da Mudança Tranquila
Alberto Queirós
Alberto Queirós a 2 de Fevereiro de 2010 às 11:57

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO