Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
21
Jun 10
publicado por José Carlos Pereira, às 00:15link do post

A Associação dos Amigos de Tongobriga tem vindo a promover um importante ciclo de conferências no ano em que se assinala o 30º aniversário do início das escavações na Área Arqueológica do Freixo. Essas iniciativas têm contribuído para aproximar muitos marcoenses da realidade ali vivida.

Contudo, há outras coisas que também ficámos a saber. Por exemplo, que as escolas marcoenses raramente levam os seus alunos a visitar o Freixo, perdendo assim uma excelente oportunidade de fomentar junto dos alunos o conhecimento da realidade local e, desse modo, ajudar a construir uma forte identidade com o território.

Bem sei que é mais interessante, para todos, que os passeios escolares sejam prolongados, até paragens mais distantes. Mas estou certo que seria possível encontrar um equilíbrio adequado e aproveitar o facto de ter ao pé da porta uma das mais importantes estações arqueológicas do período romano em Portugal. É quase um crime que os nossos alunos, e por consequência muitos dos seus pais, desconheçam Tongobriga.


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO