Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
27
Jun 10
publicado por José Carlos Pereira, às 00:15link do post | comentar

Anos 60

 

Em 1960 é aprovado o Plano de Urbanização da Vila e a nova escola da Vila constrói-se em 1961 (oferta de Caetano Mesquita Pereira de Vasconcelos, da Casa dos Murteirados).

Nesta década abre o Santuário de Avessadas. Em 1966 instala-se a GNR em Alpendorada. Em 1967 decide-se avançar com a construção do Palácio da Justiça e é inaugurado o novo Hospital de Santa Isabel.

Emerge a figura do Dr. Arlindo Gonçalves Soares, médico, presidente da Câmara desde 1962 e deputado da Assembleia Nacional entre 1965 e 1969.

Estes anos ficam marcados, em termos sociais, pelos efeitos da emigração e da guerra no Ultramar, bem como pelo processo de construção da Barragem do Carrapatelo, que seria inaugurada em 1972.

 

Anos 70

 

Os anos anteriores ao 25 de Abril de 1974 notam pequenas alterações no regime político e conhecem um agravamento das ondas de choque da guerra nas antigas colónias.

Por cá é criada em 1971 a Escola Preparatória do Conde de Samodães, título de Francisco Paula de Azevedo, que foi ministro da Fazenda na monarquia, governador civil, vereador da Câmara do Porto, professor da Universidade do Porto, presidente da Comissão Administrativa da Câmara na ditadura de 1926 e presidente da Junta de Freguesia de Constance.

Em 1973 foi criada a Escola Secundária polivalente.


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO