Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
11
Set 10
publicado por João Monteiro Lima, às 08:45link do post | comentar

Depois de pensar nas medidas da Trofa e de Sesimbra (uma, a entrega gratuita de livros aos alunos do 1º ciclo e outra, a recolha de livros "usados" e posterior reencaminhamento dos mesmos), pensei que por cá poderíamos fazer uma mistura das duas propostas. Passo a explicar: a Câmara, no início de cada ano lectivo entregaria gratuitamente, às famílias dos alunos, os manuais necessários para o ano lectivo, ficando estas (as famílias) "obrigadas" a devolver os livros em boas condições no final do ano lectivo. Ou seja, de uma forma mais simples, a Câmara funcionaria como uma bilblioteca onde vamos buscar um livro e posteriormente devolvemos.

Obviamente que teriam que ser definidas condições inerentes ao "empréstimo", nomeadamente no que se refere às condições e prazos de devolução dos manuais e eventuais sanções a aplicar no caso de incumprimento.

Uma medida deste género permitiria que os pais não tivessem que gastar as avultadas verbas que gastam anualmente em livros, bem como potenciaria, nem que fosse por via indirecta, que os livros fossem melhor tratados pelos alunos.

Penso que esta ideia que aqui deixo poderia ser uma base para um trabalho mais desenvolvido com o objectivo de simultaneamente fomentar os estudos e ajudar as famílias.


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO