Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
30
Out 10
publicado por João Monteiro Lima, às 10:15link do post | comentar

A reunião de Câmara da passada Quinta-feira terá ficado marcada pelos insultos e uma alegada tentativa de agressão de vereador Avelino Ferreira Torres à maioria do PSD no executivo. Segundo se lê aqui ao lado no Marcoensescomonós, Avelino F Torres terá voltado a fazer das suas.

Se é dificil de entender que Avelino ainda não percebido o que é a democracia e o que é ser esmagado eleitoralmente, também não se percebe as atitudes Manuel Moreira. Passo a explicar quais são estas atitudes de Manuel Moreira a que me refiro:

Manuel Moreira como Presidente da Câmara lidera as reuniões do executivo, e após um incidente como este deveria ter suspendido de imediato a reunião exigindo que Avelino F Torres se retratasse ou abandonasse a sala. Com a firmeza que uma situação destas exige, explicando mais uma vez (porque parece que AFT ainda percebeu) que a democracia não se impõe nem pelos insultos nem pela violência.

A outra atitude que não se compreende é Manuel Moreira se tenha virado para o vereador Artur Melo por este este ter requerido (e bem) a suspensão dos trabalhos.

Já o disse em público diante do próprio e em privado também, Manuel Moreira não consegue impôr a autoridade que se exige em situações como estas, preferindo desviar as atenções (atacando quem defende o respeito dos órgãos, por exemplo) do que enfrentar, olhos nos olhos e sem medo, quem não se sabe comportar com dignidade em reuniões de Câmara.

Os marcoenses devem exigir do vereador Ferreira Torres uma de duas coisas, ou que respeite os órgãos municipais e as pessoas (até para ser também respeitado) ou então que assuma definitivamente que não sabe conviver com a democracia e repense se deve continuar como vereador.

Já não estamos na idade média nem no triste reinado que nos (des)governou mais de 20 anos. Porque muito que custe a alguns.

 

P.S.: Avisam-se os do costume que não adiantam nada enviar comentários anónimos a visar seja quem for, façam como escrevia há dias o blogger marcoense João Moura, assumam-se ou mudem de vida


Alguém conseguirá ser mais preciso sobre o que realmente se passou?
obrigado, em nome dos que não estiveram presentes.
alcino jorge a 30 de Outubro de 2010 às 15:22

Meu caro João Lima

Mais uma vez Avelino Ferreira Torres,com o seu reprovável comportamento na última reunião do Executivo Camarário,acaba por ridicularizar a Democracia,desprestigiar o orgão autárquico para o qual aceitou ser eleito,a Câmara Municipal,desrespeitar os seus pares na Vereação e colocar novamente o nosso Marco e os Marcoenses,nas "bocas do mundo",pelos piores motivos.
Até quando,continuará esta triste sina dos Marcoenses?
No imediato,não vislumbro no horizonte político do Marco,quaisquer indícios de acalmia, pois, e tenhamos a coragem de o repetir tantas vezes quantas as necessárias, Manuel Moreira, não tem,nem demonstra capacidade de liderança.
E esta,nasce connosco,não se adquire,ou como diria alguém,não é líder quem quer,mas quem tem qualidades para sê-lo.

Um abraço
Miguel Fontes
Miguel Fontes a 30 de Outubro de 2010 às 16:20

Caro João Lima

Porque assisti aos tristes acontecimentos, irei em breve dar disso conta aos leitores. Só não o fiz ainda, por manifesta imposssibilidade pessoal, todavia posso desde já dizer que o jornal "A Verdade" não transmite com fidelidade o que se passou na dita Reunião de Câmara, distorcendo alguns factos , vá lá saber-se porque bulas o fez...,ou, como disse noutro blog, até poderei entender dentro de determinado contexto.

Saudações Democráticas
José António
José António a 31 de Outubro de 2010 às 01:38

Caro Joao,é esta democracia que temos! Um nao se sabe impôr,o outro ainda pensa que quem grita é quem manda ...Claro que falo de MM e FT.Cordialmente . Maria Nogueira-Tuias
Maria Nogueira a 31 de Outubro de 2010 às 20:41

Não vi o seguinte comentário na gestão de comentários´, mas recebi no meu email, e porque reune os pressupostos para ser publicado, faço-o respeitando a vontade do autor:

R M N, deixou um comentário ao post De volta ao passado às 21:59, 2010-10-30.

Comentário:
Caro João,estes dois senhores(Manuel Moreira e Ferreira Torres) ainda não sabem o que é viver em democracia,o quão degrante esta o nosso excecutivo e parte da oposição,excepto ps e cdu,que não faltam ao respeito aos municipes!Na proxima a continuarem assim chegam a vias de facto!Ainda bem ,que o João,tem sentido democrático,terá que dar umas aulas de democracia a estes dois senhores... Abraço R MARIA

João Monteiro Lima a 1 de Novembro de 2010 às 13:52

Caro RMN,
agrdeço as palavras, realmente ainda há quem precise de lições de democracia e já agora de respeito pelos órgãos autárquicos.

Caro João,
ainda não vi ninguém a falar, objectivamente, do que se passou e parece-me de algum "facilitismo" e pouco fundamentados comentários e opiniões sobre as atitudes de AFT e MM, penso que não será esta a forma de pugnar pela independência e rigor.
Sem querer, de modo algum, defender AFT ou MM parece-me que emitir opiniões com base no que ALEGADAMENTE aconteceu é no minimo tendencioso
alcino jorge a 1 de Novembro de 2010 às 18:18

Amigo Alcino,
ainda não sei o que terá acontecido, mas que aconteceu algo, aconteceu. Repara o Jornal A Verdade reltata esses acontecimentos embora alguns leitores do Blogue já tenham assumido que não terá sido como está no jornal.
Entendo que ao dar a notícia não estou a deixar de ser independente, quanto ao rigor, penso que quando forem conhecidos mais detalhes ficaremos mais esclarecidos.

Caro amigo Alcino Jorge

Para sua completa tranquilidade,dir-lhe-ei que o autor do blogue Marcoensecomonós,não sendo totalmente infalível,como qualquer um de nós,neste triste episódio tem informações de viva voz de testemunhas idóneas,sobre o indecoroso "debate", que se travou entre AFT e MM.
Porém se pretender ouvir a totalidade do que lá se passou, poderá tentar o acesso à gravação audio da reunião.
Sem muito esforço e considerando que admite como eu,qual a linha ideológica do jornal "A Verdade",bastará ler com atenção o conteúdo da notícia publicada on-line.

Cumprimentos
Miguel Fontes
Miguel Fontes a 2 de Novembro de 2010 às 02:00

Caro Miguel,

não estou minimamente intranquilo relativamente a este assunto, o que me incomoda é alguma falta de pragmatismo.

Acredito que o autor do blogue marcoensecomonos esteja na posse de informação privilegiada, mas é tudo vago na forma como é transmitido e , porventura, exagerado na importância dada ao assunto.
A notícia da " Verdade" convirá que pouco de concreto se acrescenta e, então, de novo, nada.
Parece-me que o "trabalho" de oposição levado a cabo pelo PS e pela CDU não benificiam enfatizando situaçóes como esta.
O Marco não pode viver eternamente de " Fait divers"

Obrigado pelo seu post,

alcino vieira
alcino jorge a 2 de Novembro de 2010 às 14:40

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO