Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
05
Nov 10
publicado por João Monteiro Lima, às 00:05link do post | comentar

Recebi anteontem uma informação sobre o recurso que a Câmara interpôs do Acórdão Final no Processo "Águas do Marco vs Município do Marco".

O recurso foi dirigido ao Tribunal Central Administrativo e entregue no Tribunal Administrativo e Fiscal de Penafiel que o admitiu, considerando-o tempestivo e com efeito suspensivo.

O Tribunal terá notificado a empresa Águas do Marco para apresentar as contra-alegações e terá solicitado ao Tribunal Arbitral cópia do processo arbitral.

Esperemos pelo desenrolar dos acontecimentos.

 

 

 

tags:

Caro João Monteiro Lima

É bem verdade que ainda muita água vai correr debaixo da ponte,antes que se conheça a decisão final e essa sim,sem possibildade de qualquer outro recurso.
Todos compreendemos a fundada preocupação do Executivo marconse,se não,em conseguir uma decisão bem mais favorável ao futuro dos munícipes,pelo menos,em adiar no tempo a execução da gravosa penalidade para as finanças,quase exauridas,do erário municipal.
Aguardemos então o que o futuro nos trará,para então nos pronunciarmos sobre tal decisão.
Entretanto os Marcoenses,os únicos que não podem ser responsabilizados,nem deveriam ser penalisados nesta matéria,aguardam pacientemente,que a água potável chegue às torneiras dos seus domicílios e o saneamento básico receba e trate os seus efluentes.

Um abraço
Miguel Fontes
Miguel Fontes a 6 de Novembro de 2010 às 20:29

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO