Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
10
Nov 10
publicado por João Monteiro Lima, às 00:05link do post | comentar

O nosso leitor Emanuel Moreira nos últimos tempos enviou, quer para os diversos blogues marcoenses quer para o Jornal A Verdade, um conjunto de textos sobre a política desportiva concelhia. Na última Assembleia Municipal, Emanuel Moreira, no período da intervenção do público voltou a questionar o executivo sobre a política de desporto da Câmara Municipal, não satisfeito com a resposta enviou aos diversos grupos municipais, ao Presidente da Assembleia Municipal e (soube agora) à Câmara, uma missiva com a intervenção feita na referida sessão da AM.

Após esta insistência junto dos órgãos autárquicos locais, Emanuel Moreira conseguiu finalmente ser recebido (ao que parece por vontade do Presidente da Câmara) por um elemento do Gabinete de Desporto da autarquia. Neste encontro, Emanuel Moreira terá insistido nos assuntos que mais o preocupavam, tendo obtido da parte do Prof Rui Nelson, do Gabinete de Desporto da autarquia, as respostas às suas questões.

Segundo nos foi dado a saber, através de uma fonte oficial, as partes terão saído satisfeitas do encontro.

A ser assim, vale a pena a intervenção dos cidadãos através dos diversos órgãos que têm à disposição, ou como diz o ditado "água mole em pedra dura, tanto dá até que fura".

Espera-se que este exemplo se repita. Dos dois lados, dos munícipes e do executivo.


É um facto que escrevo sobre a política desportiva na NOSSA TERRA, Marco de Canaveses.
Também é facto que escrevi diversos artigos de opinião, quer para blog’s Marcoenses, incluindo o meu – http://emmoreira.blogspot.com/ – bem como para órgãos de comunicação social escrita local e nacional, Jornal A Verdade e Jornal de Noticias.
Continua a ser facto que participei na última Assembleia Municipal onde pude interpelar TODA A CLASSE POLÍTICA CONCELHIA presente na mesma.
Ainda é facto que posteriormente enderecei por carta um renovado pedido de respostas por parte de TODA A CLASSE POLÍTICA CONCELHIA,
Ex.mo Sr. Presidente da Câmara,
Ex.mo Sr. Presidente da Mesa da Assembleia Municipal,
Ex.mo Sr. Líder do Grupo Parlamentar do Partido Social Democrata,
Ex.mo Sr. Líder do Grupo Parlamentar do Movimento Confiante Ferreira Torres,
Ex.mo Sr. Líder do Grupo Parlamentar do Partido Socialista,
Ex.mo Sr. Líder do Grupo Parlamentar do Partido Comunista Português,
Ex.mo Sr. Líder do Grupo Parlamentar Independestes.
De todos estes, tive por parte de alguns, palavras de circunstância. Uma conversa construtiva com o Sr. Vereador do Partido Socialista Artur Melo e uma reunião esclarecedora no Gabinete de Desporto da Câmara Municipal.
Ao contrário do ambiente hostil que senti por parte de algumas personalidades na Assembleia Municipal, vivi uma tarde amena e cordeal no Gabinete de Desporto com uma pessoa a quem reconheço extrema competência e sentido de responsabilidade, contudo lamento que aquele Gabinete mais pareça um escritório de burocracias do que um pólo dinamizador para o Marco no Desporto, pois a decisão está centrada no Largo Sacadura Cabral.
Apesar do agrado na conversa lúcida, responsável, coerente e frontal, jamais deixarei de opinar, pois o que me move não passa por objectivos políticos, bem longe disso.
Assim como é apregoado que há e sempre existirá vontade em colaborar e estabelecer parcerias com todas as entidades, também eu apregoo que tudo farei quanto estiver ao meu alcance para ajudar a melhorar a qualidade de vida dos desportistas em Marco de Canaveses.
O futuro desportivo do Marco de Canaveses, o apregoado MARCO NO DESPORTO, não pode ficar refém da simples atribuição de subsídios às Associações Desportivas, sem que lhes acompanhe, “fiscalize” e motive a actividade desenvolvida desenvolvida.
Emanuel Moreira a 10 de Novembro de 2010 às 19:06

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO