Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
15
Mai 11
publicado por João Monteiro Lima, às 23:05link do post | comentar

A Livração teve um fim-de-semana em cheio. Ontem à noite o concerto solidário e hoje à tarde a festa da subida do GD LIvração.

O concerto de solidariedade com a Associação Cultural da Casa do Povo da Livração teve casa cheia para ouvir e aplaudir a Tuna Sénior de Santa Eulália de Constance e, mais tarde, Paco Bandeira. Se o cantor que celebrizou a "Chula de Livração" não deixou créditos por mãos alheias, a Tuna de Constance já tinha arrebatado o público com uma actuação excelente. Foi bom ver tantos amigos a tocar tão bem. Tão emocionante como acompanhar as centenas de amigos da Associação da Casa do Povo da Livração a entoar a "Chula".

O final da tarde de domingo trouxe mais uma alegria ao "nosso povo" e a "malta" agigantou-se depois de vencer por 3-1 o Paços de Gaiolo. As vozes animaram-se e os gritos dos adeptos do GDL foram de apoio a todos os que trabalharam para que o Livração subisse à 1ª divisão de futebol da AF Porto. Se o jogo não foi bom, nem sempre fora das quatro linhas tudo correu pelo melhor, mas nada disso foi capaz de estragar a festa que se iniciou em Paços de Gaiolo e terminou no Américo Monteiro numa festa entre sócios, direcção, jogadores e treinadores.

Retive as muitas lágrimas de alegria de muitos adeptos do GDL, a garantia do treinador Rui Matos que para o ano cá estaremos na 1ª divisão e as palavras sentidas de um director que estimo, Zé Fernando, e que faz um pouco de tudo na Livração.

Se na noite de Sábado, um amigo me dizia que aquela festa era à nossa maneira, diria que de hoje foi também à nossa maneira, à maneira do "nosso povo", o povo da música de Paco Bandeira


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO