Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
24
Mai 11
publicado por João Monteiro Lima, às 17:55link do post

O líder do PS Marco, Artur Melo e Castro, enviou-nos o comunicado que se transcreve:

 

O Partido Socialista de Marco de Canaveses congratula-se com a decisão do Governo de Portugal em conceder um novo plano de reequilíbrio financeiro para a autarquia no valor de 7 milhões de euros. Este plano tinha sido aprovado pelo município em Abril de 2009 e teve no dia 18 deste mês despacho conjunto favorável pelas Secretarias de Estado da Administração Local e do Orçamento.

A partir de agora as empresas credoras do município que se encontravam numa situação de ruptura financeira, com ameaças de fecharem as portas e criarem ainda mais desemprego num concelho já de si tão debilitado neste aspecto, vão poder receber aquilo a que têm direito, respirar e ter um novo alento, podendo continuar a contribuir para a economia local. Ao decidir desta forma, o Governo foi, também, sensível aos argumentos que lhe apresentamos e deu mostras de grande atenção aos problemas sociais e económicos que o município enfrenta.

Porém, a par da satisfação que esta decisão nos merece fica desde já a autarquia obrigada a um conjunto de medidas para que consiga cumprir cabalmente aquilo que apresentou no referido Plano. Deverá ser reduzido o excesso de endividamento líquido total para o nível zero até 2017 e manter-se assim até 2025; as despesas com o pessoal, incluindo tarefas e avenças, deverão ser no máximo 40% das receitas correntes, quando actualmente são mais de 44%; o prazo de pagamento de médio durante este período deverá ser inferior a 40 dias, o que não acontece actualmente.

Aproximam-se, pois, tempos de grande exigência aos quais devemos dar o nosso melhor contributo. Querendo o PS/Marco continuar a contribuir para a melhoria da situação no município, suscitará na próxima reunião pública da Câmara Municipal a discussão deste tema, nomeadamente para o pleno conhecimento do Plano apresentado no anterior mandato. Só com este documento em mão poderemos aferir qual o destino da verba de 7 milhões, sendo certo que a aprovação deste Plano consigna aquela verba ao que dele consta, ou seja, somente poderá ser usada para aquilo que foi pedida.

O Governo respondeu afirmativamente aos anseios do município, permitindo terminar com um conjunto de situações que penalizavam as contas da autarquia e muitas empresas e famílias que destas dependem; cabe-nos, agora, a difícil tarefa de cumprir o atrás estipulado e para isso é necessária uma nova política financeira. Se falharmos com esta nova oportunidade que nos é dada, será pouco provável que venhamos a ter outra, dados os constrangimentos que o país vive. Por isso, cada uma das forças políticas deverá assumir as suas responsabilidades.

O PS/Marco fiel aos seus compromissos e acção desenvolvida até agora nos órgãos municipais, espera pela discussão que se fará na próxima quinta-feira, pelas 15h00, em sede de reunião de Câmara e estabelecerá, a partir daí, um conjunto de iniciativas que irão ao encontro do que se nos pede: maior exigência e rigor na gestão das contas públicas.

Tal como agora, os marcoenses poderão no futuro continuar a contar com o PS.

 

Presidente da Comissão Política Concelhia do PS

 

Artur Melo e Castro

 

Marco de Canaveses, 2011-05-24

 

 

 

 

tags:

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO