Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
17
Mar 12
publicado por João Monteiro Lima, às 17:55link do post

Deixo aos leitores os resultados das eleições para os órgãos sociais da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses.

A lista A obteve 99 votos e a lista B obteve 85 votos.

Acompanhei à distância a votação e eis que constato que as mais elementares regras da democracia estão gravemente feridas, aparentemente porque os estatutos assim o permitem.

Explico aos leitores como se procedeu à votação esta tarde: os Irmãos recebiam duas folhas A4, cada uma com a composição de cada lista, seguidamente deslocavam-se a um consultório onde decidiam e deixavam numa urna, visível por todos,a folha correspondente à lista em que votavam. Surrealista, no mínimo.

Tem obviamente uma grande vantagem, permite saber em que votaram alguns Irmãos, especialmente aqueles sobre os quais há uma relação de dependência laboral

Dedicarei algum tempo a consultar a lei civil, tão só porque não concebo, que na minha Terra, numa Instituição desta grandeza, tal possa acontecer. Ou será que a democracia tem limites?

Triste foi também ouvir alguns, pronunciarem-se publicamente sobre uma alegada vitória própria, esquecendo-se em Instituições destas, quem deve vencer é a Instituição e não esta ou aquela pessoa.


De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO