Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
23
Mar 12
publicado por João Monteiro Lima, às 00:05link do post | comentar

Em entrevista ao Repórter do Marão, Manuel Moreira fala sobre a sua vida política e pessoal

Moreira destaca que assumir a Presidência da Câmara do Marco foi o “desafio mais difícil” da sua vida.

Moreira refere que “a educação, a acção social e a cultura” foram as “grandes obras dos dois mandatos”, dizendo que em início de 2013 irá fazer a sua autoavaliação e "se sentir que continuo a ser útil ao Marco, que tenho motivação e que tenho o apoio do meu partido tomarei essa decisão”.

Quando abandonar a Câmara, Moreira espera ser visto como “alguém que serviu e não que se serviu”, esperando ainda que os marcoenses reconheçam que fez tudo aquilo que lhe foi possível

 


Poderá o senhor Presidente da Câmara enumerar os desafios "difíceis " que já teve? Será interessante e levará os marcoenses a formar um novo juízo de valor e que uma vez por todas possa clarificar e inverter a opinião dos últimos anos, que, convenhamos, é fraquinha.
Januário de Zorra
Anónimo a 24 de Março de 2012 às 14:22

Podem crer e ficar tranquilos os apoiantes de M.M.,que esta entrevista é uma mera manobra de diversão,pois está garantida a recandidatura de MM à autarquia do Marco,e porquê'
Por três ordens de razões:
Primeira,porque Marco António,o delfim de Filipe Menezes e seu mais que anunciado sucessor à frente dos destinos da autarquia de Vila Nova de Gaia,não dará "boleia" a Manuel Moreira,já anteriormente proscrito por Menezes.
Segunda,porque o tempo político de Manuel Moreira está desfasado do actual PSD,que segue uma linha de renovação com novas caras e novos nomes.
Terceira,porque apesar de podermos elaborar uma longa lista das promessas eleitorais de M.M. que nunca chegaram a ser executadas,o eleitorado marcuense é devoto,pacífico,nada exigente e principalmente muito ingénuo e intrinsecamente bom,capaz de perdoar todas as mentiras..Daí que,M.M. tenha a sua vitória anunciada.
Não o querem na sua terra de adopção política,Vila Nova de Gaia,mas contentam-se com a sua conhecida retórica, na sua terra natal,convencidos que estão do seu inabalável e inquestionável "amor" ao Marco.
Miguel Fontes a 26 de Março de 2012 às 16:51

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO