Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
28
Ago 12
publicado por João Monteiro Lima, às 12:55link do post | comentar

O leitor Valter Castro Vieira enviou-nos o seguinte texto que se publica

 

Selva Urbana (parte II)

 

Antes de falar no assunto em questão desejo cumprimentar todos os leitores e editores deste blog.

 

Há uns tempos atrás iniciei um tópico aqui no blog intitulado de “Selva Urbana”, pois chegou a hora de apresentar mais um relato desta mesma temática.

Vamo-nos situar em Tuias, mais propriamente na Av. Avelino Ferreira Torres. Nesta zona, é fácil ver-se pessoas a passear a pé à noite, principalmente nos dias de melhores condições meteorológicas, no entanto o que também é fácil de observar é a condição degradante em que se encontram os passeios nesta rua, é impressionante como as entidades competentes podem deixar passeios ser praticamente cobertos por silvas e por outras variedades de ervas e plantas que crescem a olhos vistos.

Claro que a maioria dos terrenos de onde provêem estes vários “invasores” de passeios são particulares, mas está visto que os vários proprietários destes terrenos não têm olhos na cara ou simplesmente gostam da sujidade nas ruas, pois com certeza sabem como estão as terras e não fazem nada para as limpar. Penso que perante esta situação, a câmara municipal devia pelo menos limpar com urgência os passeios, e quanto aos particulares que não estejam interessados em cuidar das suas terras penso que a câmara deveria proceder à sua limpeza e remeter a conta para as suas moradas.

Além da rua acima descrita, a Rua Mestre António Pinto, Rua Os Três Pastorinhos e a Av. Bombeiros Voluntários que são tudo vias seguidas, sofrem do mesmo problema.

Será que vai ser preciso esperar pelas últimas semanas eleitorais para que estas ruas fiquem apresentáveis e com boa circulação pedonal? Espero sinceramente que não.

Agora a minha última frase até poderia ser “To becontinued…”, mas isso já seria denunciar coisas a mais!!

 

Cumprimentos,

 

Valter de Castro Vieira


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO