Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
20
Mar 13
publicado por João Monteiro Lima, às 17:55link do post | comentar

Recebemos de Paulo Ricardo Teixeira o seguinte texto

 

Porque é possível fazer mais,

 

Estamos a viver tempos incrivelmente difíceis, arriscar-me-ia a dizer cruéis, para quem é da minha geração a situação mais grave e devastadora de que há memória. Por isso, entendo que chegou o momento de intervir activamente e servir os jovens de Marco de Canaveses.

Escrevo esta carta, na qualidade de maior representante dos militantes da JSD Marco de Canaveses, direcionada à Comissão Política de Concelhia do Partido Social Democrata, à Comissão Política da JSD Regional e Presidente da Câmara Municipal, autarcas do PSD e a toda a  juventude  do Marco e a todos os cidadãos marcoenses.

Filiei-me na Juventude Social Democrata, porque quero fazer parte da mudança seja ela tranquila ou não, com as minhas ideias, com os meus projectos, mas principalmente com o meu trabalho e dedicação.

Terminei a minha licenciatura em 2011 e, infelizmente/felizmente fiz parte do conjunto de jovens que tiveram que agarrar todas as oportunidades que surgiram meu caminho, mesmo não tendo sido as que sempre ansiei que aparecessem, agarrei-as. Sempre que quis tive que conquistar com muita luta e empenho. Tudo isto tem feito de mim um jovem mais responsável a cada dia que passa, mas, acima de tudo tenho sentido e partilhado a indignação das pessoas com os políticos ao verem que estes nunca ou raramente são responsabilizados  pelos seus atos, mesmo quando nos deixam na bancarrota, como os anteriores governos maioritariamente socialistas. Quem está a pagar por isto? Eu, e os da minha geração.

É por isso que defendo que os políticos devem ser condenados por gestão danosa. Não podem estar acima da lei! A esses devemos sempre fechar a nossa porta, seja no país, no concelho, ou na freguesia.

E  é por tudo o que tem acontecido nos últimos tempos em Portugal que surge  a maior ruptura de sempre, dos jovens com os políticos. A junção dos jovens com a política é uma visão cada vez mais utópica, mais longínqua. Precisamos de repensar tudo isto de modo a recuperar a confiança da geração mais qualificada de sempre e simultaneamente a mais desempregada de sempre.

Ao longo destes meses envolvi(com a minha equipa) cerca de 350 jovens, agora militantes, num projeto. Um projeto ambicioso, com Marco de Canaveses a liderar o conjunto de preocupações.

Projeto este que ambiciona um Marco com mais jovens, com maior aposta na educação, pois entendo que a educação é o ponto chave para prepararmos os jovens para todos os outros caminhos que lhe surgirão. Ajudar a Câmara Municipal a fazer permanecer e evoluir aquilo que nos trouxe em 2005 com a tranquilidade prometida: turismo, cultura, juventude, desporto, diversão, nunca esquecendo os jovens portadores de deficiência nem os mais carenciados. Um projeto com iniciativas, com garra e ambição. Nós temos obrigação de criar uma estrutura capaz de dar a mão, de estimular e incluir a juventude. Da juventude, para a juventude. Este será o nosso lema.

Como jovem, quero também deixar uma palavra sentida de reconhecimento e solidariedade politica ao Simão Ribeiro– Presidente da JSD Regional do Porto e Deputado da Assembleia da Republica - pelo seu notável trabalho na Assembleia da República, em prole dos jovens e do nosso Distrito. Ao nosso Deputado de Marco de Canaveses à Assembleia da República Dr. Luís Vales que tem dado a cara e lutado pelos interesses dos marcoenses em casos como a electrificação da linha do douro e a continuidade das obras da Escola Secundária do Marco, mesmo quando o Ministro da Educação representa o seu partido, o amor pelo Marco vai à frente. Obrigado Luís pelo teu empenho. À CPS do PSD Marco dizer que estamos aqui para ganhar estas eleições lado a lado. E na pessoa do Sr. Presidente da Câmara Municipal, dizer a todos os nossos autarcas que  2013 não vai ser exceção e vamos conquistar mais uma maioria absoluta e podem contar comigo e com os jovens que estão comigo para o que der e vier.

Com a atitude, irreverencia e a noção de trabalho que nos define, juntos voltaremos a vencer em 2013.

 

Deixem-nos crescer!

 

Paulo Ricardo Teixeira

Março 2013

Marco de Canaveses

 


Tanta demagogia por linha, sem dúvida que nunca foste nem serás grande alternativa ao Luis Pinto na JSD, ambos partilham o dom da palavra e a demagogia, ninguém se deixa impressionar por festarolas. uma juventude política é muito mais do que isso e desde o meu tempo que pertence aos que trabalham em prol da comunidade por carolice e não por bilhetes a um preço X como tentas impingir. Não atires areia para os olhos dos jovens.
António a 20 de Março de 2013 às 22:07

Caro António, tanta burrice por linha. Tanto argumento sem sentido que usa no seu comentário, pela sua argumentação chego à conclusão que não reside em Marco de canaveses ou se reside anda literalmente a dormir. Pois é do conhecimento publico e reconhecido pela sociedade marcoense o trabalho que o Paulo e quem o acompanha, nos quais me incluo, desenvolvem em prol dos marcoenses. Esse trabalho não encontra paralelo em ninguém neste concelho, e digo isto com alguma mágoa pois o marco só vai evoluir com mais gente como nós. Estas suas palavras acredite só nos dão mais força neste caminho que estamos a percorrer e se num ano fizemos tanto por Marco de Canaveses imagine o que iremos fazer nas próximas décadas.

(se não estiver de acordo com algum argumento que usei em cima, tenho todo o gosto de o esclarecer pessoalmente)

José Augusto Aguiar Pereira
José Augusto Aguiar Pereira a 21 de Março de 2013 às 17:03

É sempre bom ver a superioridade de certas personagens que residem no Marco.
Sim vocês são uma maravilha e a vossa maior qualidade é, sem sombra de dúvidas, a humildade. Nota-se perfeitamente neste texto que é uma pessoa muito humilde e é disso que o Marco precisa. O Marco não precisa de pessoas que gostem de se vangloriar pelo que fizeram, que necessitem, para saciar a sua vaidade e alimentar o seu ego, de dizer eu fiz isto ou eu fiz aquilo, quando na verdade o que fizeram foi apenas umas tentativas de gerarem lucros para os seus bolsos. É pena que essas pessoas, que não vocês, porque vocês são totalmente o oposto, não reconheçam que possivelmente não terão feito assim tanto, pois afinal de contas, quantos postos de trabalho criaram? Mas claro, esses é que são os bons, os que criaram postos de trabalho, e no Marco, apesar de tudo, ainda se conseguiram criar alguns, não fizeram nada pelo Marco, esses não valem nada.
Os bons, esses são aqueles que são populistas e que vão vivendo sempre com o objectivo de que um dia olhem para eles, a ver se os podem pôr num lugar qualquer de uma lista, desde que com algum destaque, para a estrela poder brilhar.
José Silva a 22 de Março de 2013 às 00:52

José se é assim que lidas com um pequena crítica, vais-te dar mal com os laranjinhas, pois uma coisa é dar a opinião outra é não saber gerir emoções que é claramente o teu caso. Faz um favor ao Paulo e afasta-te do grupo dele pois acredito que nem todos os membros do grupo dele condordarão contigo. Aprede a gerir.
António a 26 de Março de 2013 às 19:10


Eu como jovem e conhecedor da realidade marcoense sinto que Marco de Canaveses tem que dar um salto muito grande para poder evoluir no sentido de conseguir ganhar as gerações mais jovens do concelho. Digo isto porque em Marco de canaveses, bem como no resto do país, os jovens bem cedo começam a entrar por caminhos que os levam mais tarde à degradação e isto tende a acentuar-se, devido à crise económica e essencialmente à crise de valores que assolam esta sociedade. Marco de Canaveses precisa de pessoas como o Paulo Ricardo e como o José Augusto que são um EXEMPLO para os jovens como eu. São jovens lutadores que dá gosto observar o seu empenho e o esforço para mudarem o paradigma do Marco. E cores politicas à parte gostava de ver mais jovens a esforçarem e a dedicarem-se a Marco de Canaveses.

Saudações Marcoenses.
José Miguel Santos
José Miguel Santos a 26 de Março de 2013 às 23:38

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO