Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
21
Mar 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 23:53link do post

Houve dois momentos no anterior mandato autárquico do Marco que sempre me suscitaram grandes interrogações: a pressa da maioria CDS para aprovar um plano de reequilíbrio financeiro, que permitiu pagar dívidas a fornecedores; e a pressa da maioria CDS para fazer a concessão da água e do saneamento.

Repare-se que quando essas medidas foram tomadas, já Avelino Ferreira Torres sabia que não iria candidatar-se ao Marco. Por isso, em termos de vantagens eleitorais, as medidas eram-lhe irrelevantes. Por outro lado, para quem durante duas décadas pouco se preocupou com a saúde das contas do município e com questão da água e do saneamento no concelho, é no mínimo estranha a pressa na hora da despedida.

Haverá, por certo, quem tenha boas justificações para as minhas perplexidades. Eu cá tenho as minhas suspeitas. Mas não passam disso mesmo: suspeitas.

tags:

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO