Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
29
Abr 09
publicado por José Carlos Pereira, às 08:45link do post | comentar

João Monteiro Lima interpelou Manuel Moreira na última Assembleia Municipal sobre estas críticas violentas de Norberto Soares, realizadas já no início do mês. Lima queria saber o que Moreira tinha a dizer sobre a substância dessas críticas.

Pois bem, o presidente da Câmara começou por afirmar que não respondia a blogues e acabou a proclamar princípios e valores que nunca  o deixariam cometer os actos de que foi acusado pelo seu adversário.

Vamos por partes. Em primeiro lugar, o blogue de Norberto Soares é um meio oficial da candidatura, pelo que aquilo que ali é escrito são as tomadas de posição formais do candidato. Não é, portanto, um blogue qualquer. Em segundo lugar, como as actas do executivo demoram a estar online, não sabemos se Moreira respondeu directamente a Norberto Soares na primeira sessão de Câmara de Abril. Devia tê-lo feito. Em terceiro lugar, críticas directas exigem respostas claras e objectivas. Arrastar as dúvidas durante muito tempo é pernicioso e permite ir consolidando a ideia de que alguma coisa terá havido...


Manuel Moreira não precisa de responder a blogues - basta responder a Norberto Soares...
J.M. Coutinho Ribeiro a 29 de Abril de 2009 às 17:36

Isso não o fez provavelmente por falta de argumentos no caso em discussão. O que disse MM na Assembleia Municipal pouco acrescenta ao caso, pois foram generalizações discursivas sobre honra e politica, digo eu. Particularizar talvez não seja tão fácil e a 'dança' de candidatos, que até aqui foi noticiada (é só estar atento), pode servir de bom indicio para tal dificuldade em particularizar, talvez -alegadamente, como dizem os juristas- digo eu... Sobre responder a blogs estamos conversados (concordo com o que diz o CR ). MM não responde mas lá que lê, isso lê e disso tenho exemplos práticos que até se passaram comigo, noutros tempos por causa de outro espaço blogosférico local. Escrevam pois Meus Caros que a 'mensagem' é sempre entregue, quer se admita ou não.
Nuno Pinto a 29 de Abril de 2009 às 18:46

Ao leitor que enviou um comentário a este post, solicitamos que altere os termos em que se referiu a um vereador em funções, sob pena de não podermos publicar esse comentário.
José Carlos Pereira a 29 de Abril de 2009 às 19:48

Tudo esclarecido com o nosso leitor, a quem agradecemos a atenção.

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO