Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
03
Fev 11
publicado por João Monteiro Lima, às 22:15link do post | comentar | ver comentários (6)

Fernando Nazário, ex-Comandante dos Bombeiros e candidato a Presidente da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses enviou para o Marco2009 um texto no qual dá conta de algumas diligências por si efectuadas nos últimos tempos.

 

 

Na qualidade de candidato à Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Marco de Canaveses, enviei ao Presidente da Direcção dos Bombeiros uma carta a solicitar que me fosse facultada a listagem dos associados dos Bombeiros, a fim de efectuar diligências várias conducentes a todo o processo eleitoral.

Recebi recentemente uma missiva proveniente do Presidente da Direcção no qual era informado que as listagens dos associados apenas estavam disponíveis para consulta, durante o horário de expediente, no Quartel. Explicavam que as mesmas não se encontravam afixadas dada a sua dimensão em número de páginas e que não teria outra forma de aceder às listas que não fosse ir ao Quartel consulta-las. Até aqui pouco ou nada de novo, nada que me espantasse por aí além.

Eis qual não é a minha surpresa quando sou informado que a listagem que solicitei (dos associados dos Bombeiros) está numa tipografia a fim de serem facultados os dados para o envio do jornal "Em Foco", que mais não será do que um jornal de campanha do actual Presidente da Direcção.

A par da gravidade de não me ter sido facultada a listagem dos associados, está o facto de tal listagem ter sido fornecida a uma tipografia independentemente do objectivo. Quem se candidata aos órgãos sociais da Associação apenas pode consultar a listagem na Sede da Associação, mas para fins que não passam de eleitoralismo eis que a listagem já pode sair do Quartel.

Esta atitude se não configura um crime, a tal se assemelha em muito, pelo que não poderia calar a minha revolta perante tal atitude discricionária do ainda Presidente da Direcção.

Agradecendo desde já o espaço para transmitir esta mensagem aos marcoenses, e em particular aos Associados dos Bombeiros, despeço-me com estima e amizade

 

 

Fernando Nazário

 

(Associado nº 86)


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO