Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
04
Jan 13
publicado por João Monteiro Lima, às 00:55link do post | comentar

Está por poucos dias o encerramento da Fraternidade de Santa Isabel da Misericórdia de Marco de Canaveses.

Depois de mais de 80 anos a servir a nossa Terra, as Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição vão deixar o Hospital Santa Isabel

A perda de mais esta valência no Marco deve merecer a atenção dos marcoenses em geral e dos "Irmãos" da Misericórdia em particular, que também não são em grande número, pois ao longo dos anos a Instituição nunca se abriu à sociedade.

Não acredito que haja quem possa ficar indiferente perante esta notícia, mas a falta  de, ou parca, reação dos marcoenses faz parecer o contrário

A notícia pode ser lida no Jornal A Verdade


17
Mar 12
publicado por João Monteiro Lima, às 17:55link do post | comentar | ver comentários (7)

Deixo aos leitores os resultados das eleições para os órgãos sociais da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses.

A lista A obteve 99 votos e a lista B obteve 85 votos.

Acompanhei à distância a votação e eis que constato que as mais elementares regras da democracia estão gravemente feridas, aparentemente porque os estatutos assim o permitem.

Explico aos leitores como se procedeu à votação esta tarde: os Irmãos recebiam duas folhas A4, cada uma com a composição de cada lista, seguidamente deslocavam-se a um consultório onde decidiam e deixavam numa urna, visível por todos,a folha correspondente à lista em que votavam. Surrealista, no mínimo.

Tem obviamente uma grande vantagem, permite saber em que votaram alguns Irmãos, especialmente aqueles sobre os quais há uma relação de dependência laboral

Dedicarei algum tempo a consultar a lei civil, tão só porque não concebo, que na minha Terra, numa Instituição desta grandeza, tal possa acontecer. Ou será que a democracia tem limites?

Triste foi também ouvir alguns, pronunciarem-se publicamente sobre uma alegada vitória própria, esquecendo-se em Instituições destas, quem deve vencer é a Instituição e não esta ou aquela pessoa.


publicado por João Monteiro Lima, às 11:55link do post | comentar

Decorre a partir das 14h, a eleição para os órgãos sociais da Irmandade da Santa Casa da Misericórida do Marco de Canaveses

Já demos a conhecer aos leitores quer os nomes que compõem ambas as listas bem como os respctivos manifestos

A escolha está nas mãos dos "Irmãos" e apenas estes poderão decidir o futuro da Santa Casa do Marco.

Pela lista A concorre Maria Amélia Duarte Ferreira ao lugar de Provedor

A lista B propõe Arcanjo Luís para o cargo de Provedor

Assim que tenha os resultados apresenta-los-ei aos leitores


16
Mar 12
publicado por João Monteiro Lima, às 19:55link do post | comentar | ver comentários (6)

Arcanjo Luís, candidato a Provedor da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses, enviou-nos a lista dos apresentantes da Lista B à eleição para os órgãos sociais para o triénio 2012-2014

 

Manuel Vieira Soares - Irmão nº 55

 

Manuel Moreira Coutinho - Irmão nº 56

 

Joaquim Alexandre Pereira Machado - Irmão nº 71

 

Joaquim Monteiro de Oliveira - Irmão nº 86

 

Maria Adelina Ribas de Magalhães - Irmão nº 97

 

José da Silva Azevedo - Irmão nº 114

 

Elvira de Oliveira Vales - Irmão nº 125

 

Maria José de Jesus Luís - Irmão nº 126

 

Maria Manuela de Magalhães Barros e Castro - Irmão nº 132

 

Gaspar Carmo dos Reis Guedes - Irmão nº 143

 

José Pinto Ferreira - Irmão nº 183

 

Mimosa de Jesus Pereira Guimarães - Irmão nº 193

 

Manuel António Carvalho de Campos - Irmão 262

 

Jorge Manuel Osório Soares de Carvalho - Irmão nº 265

 

José Fernando Vieira Madureira - Irmão nº 333

 

Joaquim de Azevedo Oliveira - Irmão nº 357

 

Eduardo Fernando Barbosa Moreira dos Reis - Irmão nº 359

 

Maria da Graça Pereira Barbosa - Irmão nº 364

 

Joaquim Alberto da Silva Magalhães - Irmão nº 365

 

Cristina de Fátima Pinto Tomás - Irmão nº 368

 


publicado por João Monteiro Lima, às 00:05link do post | comentar | ver comentários (4)

Recebi do candidato a Provedor, Arcanjo Luís, o manifesto da lista B, candidata aos órgãos sociais da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses

 

LISTA   B

”  Irmandade solidária “

 

Perante a situação vivida pela Misericórdia, nestes últimos meses, entendeu um conjunto de irmãos, ser oportuno e imperioso, disponibilizarem-se para  assegurar o futuro desta Instituição sem defraudar os objectivos dos seus fundadores. De facto, quer como “Associação Beneficente” quer como “Misericórdia”, sempre esta instituição esteve vocacionada e orientada para estar ao serviço dos cidadãos mais necessitados e desprotegidos e não para servir interesses particulares.

 

A teimosia de alguém em querer assumir o poder, mesmo de forma ilegal, sem ponderar os verdadeiros interesses da Misericórdia, tornou-se mais evidente quando, em Dezembro passado, rejeitou uma solução alternativa apresentada pelo sr. dr. Francisco Oliveira; a relutância perante tal comportamento avivou a necessidade de apresentação desta candidatura com o lema “Irmandade Solidária”

 

Para dar continuidade ao trabalho, generosidade e dedicação de gerações de Marcoenses, constituímos uma equipa abrangente de pessoas, com experiência diversificada na área da saúde, acção social e gestão e contamos também com a colaboração de outras pessoas, de reconhecida competência técnica, que já se prontificaram a dar todo o apoio de que venhamos a necessitar.

 

Contamos com um candidato a “Provedor” que, após o 25 de Abril, teve uma acção relevante no processo que manteve o hospital sob controle da Misericórdia e contribuiu também para a obtenção de outros importantes apoios, através da doação de equipamentos diversos; desde início dos anos 80, fez parte da Mesa da Assembleia Geral sendo seu presidente nos últimos mandatos. Com a ajuda dos restantes mesários estão reunidas as condições para acompanhar permanentemente a actividade global da Misericórdia. Todos os corpos gerentes são compostos por pessoas de reconhecida competência técnica, experiência e idoneidade para  desempenharem as funções a que se candidatam e bem gerir os destinos da Misericórdia.

 

Quanto ao futuro, e sem querer fazer demasiadas promessas, como irmãos, estamos determinados para “ defender e proteger a Irmandade, em todas as eventualidades… e para colaborar no progresso e desenvolvimento da Instituição de modo a prestigiá-la e a torná-la cada vez mais respeitada, eficiente e útil perante a colectividade em que está inserida” (artº 10º do Compromisso), promovendo também a colaboração e o melhor entendimento com as autoridades e populações locais (artº 3º nº 1).

 

A Misericórdia goza duma situação financeira estável e com uma liderança de proximidade será possível realizar uma melhor gestão, com maior dinamismo, rigor e isenção  e, simultaneamente, assegurar a sua sustentabilidade futura.

ASSIM,

a)      daremos especial atenção à melhoria contínua da qualidade da prestação de cuidados de saúde, ouvindo e aproveitando as competências e experiência de todos os colaboradores;

b)      faremos incidir fortemente a nossa acção na área dos cuidados de saúde primários procurando constituir uma Unidade de Saúde Familiar (USF-tipo C)  com função supletiva dos serviços oficiais já existentes e um serviço de apoio domiciliário (SAD), levando  ajuda a casa daqueles que mais dela necessitem;

c)       reforçaremos a capacidade de alojamento no internamento hospitalar, no lar e nos cuidados continuados;

d)      não deixaremos de procurar condições de formação e valorização profissional dos colaboradores da Instituição contribuindo assim para assegurar uma melhor qualidade dos serviços prestados,  garantir  estabilidade de emprego e, na medida do possível, criar novos postos de trabalho;

e)      manteremos uma colaboração activa com as entidades que têm serviços concessionados (hemodiálise, fisioterapia e jardim infantil);

f)       perante a adversidade dos tempos em que vivemos estaremos atentos e não deixaremos de desenvolver, colaborar e apoiar  acções que contribuam para a melhoria das condições de vida dos mais necessitados e desamparados. 

 

O voto é secreto. Confiamos que os irmãos, usando a sua liberdade, optem por uma Misericórdia mais sensível aos problemas dos cidadãos Marcoenses mais vulneráveis e com carências mais acentuadas.

 

Votar na lista “Irmandade Solidária” é mais que uma simples escolha; é uma afirmação de que os Irmãos da Misericórdia se assumem como pessoas livres e solidárias.


publicado por João Monteiro Lima, às 00:02link do post | comentar | ver comentários (2)

Recebi de Luísa Bento, o manifetso da lista A, candidata aos órgãos sociais da Santa Casa da Misericórdia do Marco

 

UM NOVO CICLO NA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DO MARCO DE CANAVESES”

Uma Instituição de Valores

 

“Um novo ciclo na Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses” é o lema que apresenta a LISTA A, onde me proponho como candidata ao cargo de Provedora, em processo eleitoral que irá ocorrer dia 17 de Março de 2012.

 

As atividades que desempenho desde há mais de 3 décadas, como professora de Medicina, nas áreas da saúde, educação, gestão, desenvolvimento de recursos humanos, formação na educação para a saúde e capacidade de estabelecimento de redes de conhecimento e de intervenção na comunidade, permitem-me identificar as áreas prioritárias desta Misericórdia. Desde 1995, tenho acompanhado a evolução da instituição e avaliado a potencialidade do seu desenvolvimento. Este perfil profissional aliado a personalidade pautada pelo rigor e exigência baseada em princípios de sólida humanização, além da vontade expressa de cumprir um dever de cidadania nesta candidatura, demonstram inequivocamente que cumpro com os requisitos para assumir o cargo de Provedora da Santa Casa da MMC.

 

Aceitei o desafio de ocupar um lugar de liderança nesta lista, no cumprimento de um dever de responsabilidade social e de cidadania. Contudo, isto só é possível se acompanhada por um conjunto de Irmãos e Irmãs competentes em áreas profissionais de reconhecido interesse e com conhecimento da instituição, da cidade e do concelho, que sirvam de agentes ativos nos programas a implementar. Assim surge a LISTA A, da qual generosamente todos os membros acederam fazer parte. E fazer parte deste desafio. Todos têm um compromisso com a instituição e a aceitação deste desafio é um dever de cidadania que cumprem.

 

Esta candidatura e o programa desta lista mantém-se estruturado desde a sua apresentação ao processo eleitoral, que deveria ter ocorrido a 15 de Novembro de 2011. Este interregno serviu para criar consensos, reforçar ideias, construir a linha orientadora de intervenção daqueles que acreditam num PROJETO DE VALORES (Honestidade, Verdade, Integridade, Diligência, Competência, Justiça e Responsabilidade Social), para a Instituição que é a Santa Casa da MMC.

 

As Pessoas fazem a diferença e as pessoas que integram esta lista vão fazer a diferença positiva na sociedade e na vida das pessoas do Marco de Canaveses.

 

No respeito aos princípios do Compromisso da MMC, a Lista A apresenta os Objetivos a que se propõe na candidatura aos corpos sociais:

 

  1. Redefinir a estratégia da instituição, na atual e futura conjuntura económica e social
  2. Apoiar e reforçar o papel da comunidade religiosa nas atividades da MMC
  3. Incentivar a cooperação com os órgãos da tutela
  4. Reforçar a cooperação com os centros de saúde do concelho
  5. Assegurar os postos de trabalho.
  1. Promover a participação informada dos irmãos
  2. Reforçar a área de intervenção social
  3. Melhorar a interação com a comunidade
  4. Promover a excelência na prestação de cuidados assistenciais
  1. Qualificar os recursos humanos
  2. Otimizar os recursos materiais e financeiros
  3. Incentivar o mecenato e identificar outras fontes de financiamento

 

O empenho, a disponibilidade, a competência técnica e os princípios éticos dos candidatos da Lista A, garantem que é possível construir uma melhor Misericórdia, uma instituição de VALORES, atenta aos problemas sociais e de saúde do Marco de Canaveses.

 

Partilhem connosco este objetivo através do vosso apoio na votação à LISTA A, dia 17 de Março de 2012, que mudará o rumo da Misericórdia do Marco de Canaveses.

 

 

12 de Março de 2012

 

Professora Doutora Maria Amélia Ferreira


15
Mar 12
publicado por João Monteiro Lima, às 17:45link do post | comentar

Deixo agora aos leitores os nomes dos candidatos da Lista B aos órgãos sociais da Irmandade da Santa Casa da Misericórdia do Marco de Canaveses para o triénio 2012-2014

 

Assembleia-Geral

 

Presidente - Joaquim Teixeira Monteiro da Rocha

                    Alberto Monteiro de Araújo

                    Helena Lucrécia Silvestre Moreira da Costa Ferreira

                    António de Sousa e Silva

 

Suplentes    Manuel António dos Santos Almeida

                    Cláudia Maria Pereira Barbosa Madureira

                    António José Vieira Guimarães

 

Mesa Administrativa

 

Provedor - Arcanjo Nunes Luís

                  Dagoberto Marílio Monteiro de Moura

                  Maria de Fátima dos Santos Cunha Reis

                  Fernando Pereira Ricardo

                  Domingos (Neves) Manuel Soares Dias

 

Suplentes  Anastácia Maria Carvalho Martins de Campos

                  Manuel de Oliveira Sousa Vales

                  Ana Maria Rosas Santos Costa Maia

 

Conselho Fiscal

 

Presidente - Artur Manuel Caminha de Barros e Castro

                    Ivone Raquel Castro da Mota Sousa Castro

                    César Baltazar Pereira Fernandes

 

Suplentes     Rosa Fernanda Pinheiro da Costa

                    Arnaldo António de Sousa Magalhães

                    José Monteiro de Oliveira

 

 

 


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO