Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
16
Fev 09
publicado por J.M. Coutinho Ribeiro, às 01:33link do post | comentar | ver comentários (4)

A nova gerência do Trenó - que continua a ser o meu poiso habitual no Marco, desde que abriu (há quantos anos?) - promete remodelações para breve. Não sei se só arquitectónicas, se também do conceito. Este domingo, o JL ficou de nos contar logo que possa. É que os cafés não são simples estabelecimentos - fazem parte da história de uma terra e de quem nela tem raízes. E para histórias espezinhadas já nos basta o D. Carlos. (Sem esquecer o velho Palladium - era assim que se escrevia, não era?)

tags:

pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO