Olhares descomprometidos, mas interessados, sobre o Marco de Canaveses. Pontos de vista muitas vezes discordantes, excepto no que é essencial. E quando o essencial está em causa, é difícil assobiar para o lado.
13
Jan 18
publicado por António Santana, às 23:50link do post | comentar

Hoje Rui Rio ganhou a liderança do Partido Português com mais deputados, nesta data, na Assembleia da República. Para mim era e é o homem ideal para recolocar o PSD no caminho de regresso à liderança do País. Portugal tem oscilado entre a liderança do PS e do PSD onde, regra geral,um reforma e poupa e o outro gasta e desperdiça. Desde o 25 de Abril de 1974 que não se conseguiu uma linha de governação estratégica que fosse capaz de ter continuidade,fosse qual fosse o Partido que liderasse o País. Há linhas de convergência que devem ser estabelecidas e os chamados pactos de regime são, mais do que necessários, uma obrigação dos Partidos que podem aceder ao poder. O nosso país tem que ser pragmático, decidido, convicto e firme nos desafios que quiser seguir. Ainda temos muitos jovens em quem podemos apostar. Ainda temos tempo de investir nas novas tecnologias e nos serviços do futuro. Ainda temos tempo de inovar e diferenciar. Um País como Portugal tem que ser inovador, criativo, diferente. Acredito que Rui Rio tem as qualidades que nos podem fazer sair da rotina política de pensar a curto prazo. Acredito que Rui Rio tem a visão que fará a diferença para fazer de Portugal um País do futuro e com futuro. Acredito que Rui Rio está livre das amarras dos "compromissos" dos amigos do Partido e que, por isso mesmo, trará uma lufada de ar fresco que seja capaz de retirar o "mofo" a que cheira o PSD. 


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO